Comitê Paralímpico Brasileiro dará R$ 60 mil por ouro no Rio

CBP trabalha com a meta de colocar o Brasil entre os cinco primeiros no quadro de medalhas.

Por Da Redação - Atualizado em 10 dez 2018, 10h47 - Publicado em 1 fev 2016, 15h39

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) anunciou que as premiações dos atletas brasileiros, em caso de medalha nos Jogos Paralímpicos 2016, no Rio de Janeiro, aumentarão em relação às competições anteriores. A expectativa do Comitê é distribuir, ao todo, cerca de 3 milhões de reais.

O valor do prêmio dependerá da colocação dos atletas. Em caso de medalha de ouro, o competidor receberá 60.000 reais. Aos medalhistas de prata serão entregues 30.000 reais, e 20.000 irão para os medalhistas de bronze. Nas competições por equipe, a premiação individual muda um pouco: 30.000 reais para ouro, 15.000 reais para prata e 15.000 para bronze. Os auxiliares dos atletas também receberão uma gratificação, embolsando um prêmio no valor de um terço daquele dado ao competidor.

Leia também:

Gustavo Kuerten é escolhido embaixador do Comitê Paralímpico Brasileiro

Publicidade

Comitê Paralímpico quer ficar em 5º no quadro de medalhas em 2016

O presidente do CPB, Andrew Parsons, falou sobre a premiação, explicando que os valores mais altos foram conseguidos devido ao aumento do repasse de verba do Estado para o esporte paralímpico. “Queríamos muito que a primeira iniciativa do Comitê Paralímpico Brasileiro após o aumento do repasse da Lei Agnelo/Piva fosse diretamente relacionada à performance dos nossos atletas”, afirmou o mandatário.

“Não haveria momento mais oportuno para anunciar estas premiações que serão pagas a eles. Demos ênfase às medalhas de ouro pois a nossa meta é bastante agressiva para os Jogos Paralímpicos, e os ouros serão decisivos. Queremos pagar muitos prêmios por medalhas aos atletas após os Jogos Paralímpicos de 2016”, concluiu Parsons.

A expectativa do CPB é de que o Brasil consiga ficar entre os 5 primeiros colocados do quadro de medalhas nos Jogos. Na última edição, em Londres, o país ficou em sétimo lugar, com 43 medalhas: 21 de ouro, 14 de prata e 8 de bronze.

Publicidade

(com Gazeta Press)

Publicidade