Clique e assine a partir de 9,90/mês

Com Van Persie, Arsenal pega Udinese por fase de grupos e futuro

Por Da Redação - 24 ago 2011, 07h05

As duas principais preocupações do técnico Arsène Wenger terminaram na última terça-feira. Após a venda de Cesc Fabregas ao Barcelona, o Manchester City concluiu a compra do meia Samir Nasri e agora os Gunners podem seguir em frente. Sem as duas principais referências do meio-campo, o francês vai trabalhar no mercado de transferências, mas o nível de investimento depende de uma vaga nos grupos da Copa dos Campeões da Europa. Pela fase preliminar, o time inglês venceu a Udinese, por 1 a 0, no estádio Emirates, e vai à Itália nesta quarta-feira, às 15h45 (Brasília).

Ser eliminado na Champions League neste momento significa para Wenger uma diminuição de orçamento e ambição na temporada. Sendo assim, segurar o resultado conquistado com muita dificuldade na semana passada, com gol de Theo Walcott, é essencial para atrair outros jogadores de classe mundial.’O que está em jogo para nós, no momento, é a classificação, e só podemos conseguir isso com os jogadores que temos. Eles são bons o suficiente para isso e, depois, vamos ver o que podemos fazer. Estamos trabalhando muito no mercado de transferências. No geral, o que não quero são jogadores que jogam pensando em ir embora na manhã seguinte. Quero jogadores completamente comprometidos a longo prazo, para defender nosso clube’, afirmou.

A referência do novo Arsenal será o holandês Robin Van Persie, que recebeu a braçadeira de capitão após a saída de Fabregas. Ele não esteve em campo na primeira partida, pois cumpria suspensão, devido ao cartão vermelho recebido nas oitavas de final da edição passada da Copa dos Campeões.

O próprio Wenger poderia não estar no banco de reservas. Ele deveria cumprir suspensão no jogo de ida, mas foi flagrado se comunicando com seus auxiliares e pegou mais dois jogos de punição. O Arsenal conseguiu um efeito suspensivo até que sua apelação seja julgada pela Uefa e liberou o técnico. O meia Jack Wilshere e, talvez, o zagueiro Laurent Koscielny, são os desfalques.

Continua após a publicidade

‘Vou trabalhar para entrar no onze (titular). Conseguimos um resultado muito bom na Holanda, mas não podemos ficar dependentes disso e temos que jogar para vencer. Temos de estar motivados para um jogo que pode mudar a temporada’, pediu.

O Lyon vai à Rússia com uma boa vantagem de 3 a 1 sobre o Rubin Kazan. O capitão Cris e o meia Gourcuff são desfalques por lesão e serão substituídos, respectivamente, por Bakary Kone e Kim Kallstrom.

BATE Borisov (BLR) e Sturm (AUS) empataram por 1 a 1 na Bielo-Rússia e também fazem o jogo de volta, assim como Copenhaguen (DIN) e Plzen (TCH). O time tcheco venceu a ida por 3 a 1, na Dinamarca, e agora recebe os rivais.

Publicidade