Clique e assine a partir de 8,90/mês

Com um a menos, Santos empata em 0 a 0 com o Inter no Beira-Rio

Por Da Redação - 15 jul 2012, 18h08

Com um a menos durante praticamente todo o segundo tempo, o Santos criou chances, viu o adversário desperdiçar algumas oportunidades também, mas ficou no empate em 0 a 0 com o Internacional-RS, na tarde deste domingo, no Beira-Rio.

O resultado não foi bom para nenhum dos dois times, que não conseguiram subir ainda mais na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Os gaúchos chegaram a 16 pontos, enquanto o Peixe tem nove pontos ganhos na competição.

Na próxima rodada, o Alvinegro Praiano recebe o Botafogo, quarta-feira, a partir das 19h30 (horário de Brasília), na Vila Belmiro. Enquanto isso, o Colorado visita o Atlético-MG, também na quarta, só que às 21h50, no Estádio Independência.

O jogo – Muito desfalcados, Inter e Santos começaram a partida se estudando bastante. A primeira oportunidade de gol do jogo surgiu aos oito minutos, em um erro de passe do Peixe no setor no ofensivo, que abriu espaço para o contra-ataque dos gaúchos. Mike recebeu boa assistência e, cara a cara com Aranha, chutou para boa defesa do goleiro santista, que fechou o ângulo do adversário e abafou o arremate.

Durante a maior parte do primeiro tempo, o Colorado buscou mais o ataque, só que pouco incomodava o gol defendido por Aranha. O Internacional ainda reclamou de um lance polêmico, no qual Durval se atrapalhou ao rebater uma falta cobrada por Dagoberto. Os donos da casa pediram pênalti, alegando toque no braço do zagueiro alvinegro, mas a arbitragem ignorou as reclamações da equipe gaúcha.

Nos minutos finais da etapa inicial, o Santos se aventurou no ataque e criou duas boas chances. NBA primeira, aos 41, o estreante Miralles foi acionado por Arouca, dentro da grande área, porém errou o passe para Dimba fazer o gol. Dois minutos depois, Felipe Anderson cobrou falta, Bruno Rodrigo desviou e a bola passou rente a trave esquerda de Muriel. No entanto, como o argentino Miralles estava adiantado e atrapalhou o goleiro colorado, a jogada foi anulada por impedimento.

Continua após a publicidade

Na volta para o segundo tempo, Dorival Júnior sacou Jajá para a entrada do jovem Maurides, visando dar uma maior movimentação ao seu setor ofensivo, atuando dentro de casa.

Entretanto, a principal mudança para a etapa complementar foi a expulsão do lateral santista Juan, aos dois minutos, por falta em Lucas Lima. Após muita pressão dos atletas do Internacional, o árbitro expulsou Juan, que havia recebido cartão amarelo no primeiro tempo. Para recompor o setor, o técnico Muricy Ramalho sacou o atacante Dimba para a entrada do ala Gérson Magrão.

Mesmo com um homem a menos em campo, o Peixe esteve perto de balançar as redes adversárias. Aos seis, Miralles quase aproveitou cruzamento vindo da esquerda e marcou o gol.

O Alvinegro Praiano teve a melhor oportunidade de gol do duelo, aos 20, quando Henrique tocou para Miralles e o argentino tocou na saída de Muriel, só que Bolívar chegou antes de a bola ultrapassar a linha do gol, salvando a sua equipe.

O Santos sentiu o melhor momento no jogo e passou a se arriscar ainda mais no campo de ataque. Aos 23, Felipe Anderson cobrou escanteio, Henrique cabeceou forte e Muriel precisou defender em dois tempos para evitar o gol dos visitantes.

O Colorado respondeu e, aos 31, João Pedro cruzou para Ovatinho, que havia acabado de entrar, no lugar de Mike e completou bem a jogada, só que o chute saiu ao lado esquerdo da metade defendida por Aranha. No minuto seguinte, Guiñazu exigiu grande defesa do camisa 1 do Peixe.

No final da partida, o Inter pressionou os santistas, que conseguiram resistir bem ao sufoco imposto pelos gaúchos, segurando o empate até o apito final do árbitro.

Continua após a publicidade
Publicidade