Clique e assine a partir de 8,90/mês

Com um a menos, Palmeiras empata com São Paulo

Por Da Redação - 15 jul 2012, 20h30

Por Gabriel Melloni

São Paulo – Palmeiras e São Paulo ficaram no empate por 1 a 1 neste domingo, na Arena Barueri, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. A noite fria na cidade da grande São Paulo parece ter influenciado os jogadores, que não fizeram uma grande exibição. Luis Fabiano abriu o placar no início do primeiro tempo, mas Mazinho, já na etapa final, deixou tudo igual.

O resultado foi celebrado pelo time do técnico Luiz Felipe Scolari, que jogou com um a menos – Henrique foi expulso – durante quase todo o segundo tempo. A equipe chegou aos seis pontos e segue na zona de rebaixamento, em 19.º. Na próxima rodada, enfrentará o Coritiba, na quinta-feira, às 21 horas, no Couto Pereira. Já o São Paulo chegou aos 16 pontos, na quinta colocação, e agora jogará diante do Vasco, na quarta-feira, às 21h50 no Morumbi.

Foi a primeira partida do Palmeiras depois do título da Copa do Brasil, vencido na última quarta-feira, que encerrou um jejum de 12 anos sem conquistas nacionais. A equipe sofreu com a ausência do volante Marcos Assunção, que não atuou por causa de uma forte gripe.

Pelo lado do São Paulo, as novidades eram as estreias. O técnico Ney Franco fazia sua primeira partida no comando da equipe, assim como o zagueiro Rafael Tolói, que, contratado junto ao Goiás, vestia a camisa do clube pela primeira vez.

O JOGO – O Palmeiras começou o jogo controlando a posse de bola, sempre no campo do adversário, mas sem levar perigo. Em uma bobeada da defesa, no entanto, a equipe levou o primeiro gol, aos 12 minutos. Após cobrança de Jadson da intermediária, Luis Fabiano aproveitou a falha de Maurício Ramos na marcação e, sozinho, desviou de pé direito, da entrada da pequena área, sem chance para Bruno.

O gol não mudou o panorama da partida. O time de Luiz Felipe Scolari seguia no ataque, mas ainda sem conseguir criar grandes oportunidades. Por outro lado, o São Paulo, satisfeito com a vantagem, se fechava e buscava ampliar nos contra-ataques.

Aos 24 minutos, Douglas, apertado pela marcação, tentou recuar, mas tocou no pé de Betinho. O atacante dominou e bateu forte, exigindo boa defesa de Dênis. O goleiro são-paulino voltou a trabalhar no lance seguinte, quando fez bela defesa após escanteio cobrado da esquerda, que Maurício Ramos finalizou de cabeça.

O cenário seguiu inalterado até o final do primeiro tempo. O Palmeiras seguia com o domínio das ações e abusava das jogadas com o atacante Mazinho. Enquanto isso, o São Paulo tentava disparar nos contragolpes, mas errava muitos passes no meio de campo. Nos acréscimos, Maurício Ramos sentiu uma lesão muscular e precisou sair. Atrás no placar, Felipão decidiu lançar o time para frente e colocou Maikon Leite.

No início do segundo tempo as coisas ficaram ainda mais complicadas para o Palmeiras. Henrique, que havia sido recuado para atuar como zagueiro, deu entrada dura em Douglas, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Antes que pudesse sentir a desvantagem numérica, o Palmeiras teve a chance do empate. Valdivia fez ótima jogada pela esquerda, passou por dois marcadores e foi derrubado dentro da área por Rafael Toloi: pênalti. Ele mesmo foi para a cobrança e bateu no canto direito de Dênis, que espalmou.

Mesmo com um a menos, o Palmeiras continuava melhor e pressionava o adversário em busca do gol de empate. Acuado, o São Paulo sequer conseguia responder e passou a ser completamente dominado. O time do Morumbi só conseguiu chegar com perigo aos 33 minutos, quando Luis Fabiano fez bela jogada e cruzou para Osvaldo, que foi travado por Bruno.

Continua após a publicidade

Três minutos depois, foi a vez do Palmeiras chegar. Depois de cruzamento na área, mal afastado pela zaga são-paulina, a bola sobrou para Valdivia na marca do pênalti. O meia bateu de primeira, de esquerda, por cima. Aos 36, a equipe finalmente conseguiu o empate.

Depois de novo escanteio cobrado da direita, Mazinho tocou, mas Dênis fez uma grande defesa. A bola sobrou no meio da área, Leandro Amaro conseguiu desviar, e ela voltou para o próprio Mazinho, que só teve o trabalho de tirar do goleiro. Rodrigo Caio ainda teve uma grande chance para dar a vitória ao São Paulo no final do jogo, mas cabeceou por cima.

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 1 X 1 SÃO PAULO

PALMEIRAS – Bruno; Artur, Maurício Ramos (Maikon Leite), Leandro Amaro e Juninho; Henrique, Márcio Araújo, João Vitor e Valdivia; Mazinho (Fernandinho) e Betinho (Cicinho). Técnico – Luiz Felipe Scolari.

SÃO PAULO – Dênis; Douglas (Willian José), Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Denilson (Maicon), Casemiro (Rodrigo Caio), Cícero e Jadson; Osvaldo e Luis Fabiano. Técnico – Ney Franco.

GOLS – Luis Fabiano, aos 12 minutos do primeiro tempo. Mazinho, aos 36 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Pericles Bassols Pegado Cortez (Fifa/RJ).

CARTÕES AMARELOS – Henrique, Maikon Leite, Rafael Tolói, Denilson, João Vitor, Cicinho, Osvaldo.

CARTÃO VERMELHO – Henrique.

RENDA – R$ 301.620,00.

PÚBLICO – 8.374 pagantes.

LOCAL – Arena Barueri, em Barueri (SP).

Continua após a publicidade
Publicidade