Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Com sorteio ainda mais complicado, Fifa ensaia cerimônia

Valcke comanda um teste final na véspera da definição dos grupos do torneio

Por Giancarlo Lepiani, da Costa do Sauípe 5 dez 2013, 10h53

Na agenda do secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, nesta quinta-feira, na Costa do Sauípe, o primeiro compromisso do dia seria a reunião do Comitê Executivo da Fifa, responsável pelas decisões que definem o futuro da entidade. A outra tarefa do dia, porém, deverá ser ainda mais tensa para o cartola francês: um ensaio-geral com todos os participantes do sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2014, na véspera da festa, que está marcada para as 14 horas (de Brasília) de sexta. Valcke quer evitar a repetição do tropeço ocorrido na definição das chaves da Copa das Confederações, há um ano, em São Paulo, quando uma confusão envolvendo o chef Alex Atala, um dos convidados para tirar as bolinhas dos potes, acabou alterando a montagem da tabela. A realização do ensaio não é o único procedimento adotado para tentar reduzir o risco de nova gafe na cerimônia. O secretário-geral da Fifa vai contar com a ajuda de auxiliares no palco – eles tentarão garantir que os oito jogadores escalados para selecionar as bolinhas não cometam erros. Valcke reconheceu na terça que o sorteio dos grupos ficou ainda mais complicado depois da decisão do Comitê Organizador da Copa de mexer nas regras, adicionando mais uma etapa ao sistema de definição dos grupos. “Não é fácil entender logo de cara. Eu também tive dificuldade para compreender tudo no início”, reconheceu o responsável por conduzir o sorteio na sexta.

Leia também:

Com os dois maiores carrascos, time do sorteio está pronto​

Fifa decide proteger França (e acaba complicando sorteio)​

Sorteio pode criar os melhores (e piores) grupos da história

Continua após a publicidade

Como amistosos inúteis mudaram os caminhos até a taça

Nos sorteios dos Mundiais do passado, improviso e gafes

Continua após a publicidade

Publicidade