Com público recorde, Corinthians bate São Paulo e vence Paulistão feminino

Alvinegras levantam a segunda taça em menos de 20 dias; partida em Itaquera foi a que reuniu mais torcedores de clubes brasileiros de futebol feminino

Por Kaio Figueiredo - Atualizado em 16 nov 2019, 16h05 - Publicado em 16 nov 2019, 15h17

O time de futebol feminino do Corinthians faturou neste sábado o Campeonato Paulista ao bater o São Paulo por 3 a 0, na Arena Corinthians, em Itaquera. É o segundo título do clube num espaço de apenas 20 dias. No último dia 28, as meninas do alvinegro paulista venceram também a Libertadores feminina ao derrotarem na final a equipe da Ferroviária, de Araraquara (SP). O clube do interior quebrou a sequência de vitórias consecutivas do Corinthians e ainda faturou o Campeonato Brasileiro da modalidade, derrotando as corintianas nos pênalti.

Outro feito obtido neste sábado foi o novo recorde de público para uma partida de futebol feminino envolvendo clubes brasileiros: dos 43.292 ingressos distribuídos gratuitamente para o jogo, exatas 28.862 pessoas estiveram presentes na casa corintiana – o recorde mundial para uma partida entre clubes femininos foi registrado em março, quando 60.739 expectadores testemunharam o jogo entre Atlético de Madri e Barcelona.

Depois de vencer o jogo de ida por 1 a 0, no Morumbi, a equipe alvinegra encaminhou o título saindo na frente logo aos 4 minutos de jogo com um belo gol de cobertura marcado por Victoria Albuquerque. A jogadora é um dos destaques da equipe, tanto que foi recentemente convocada pela treinadora sueca Pia Sundhage para a seleção brasileira.

Com amplo domínio do jogo, o Corinthians ampliou o placar somente no segundo tempo da partida. Aos três minutos, Juliete marcou o segundo após assistência de Milene. Já o terceiro gol foi marcado pela própria Milene, em jogada de Victoria Albuquerque que deixou a companheira na cara do gol para liquidar o jogo.

Publicidade

Com a vitória sobre o São Paulo, a equipe registra agora 44 jogos de invencibilidade sob o comando do técnico Artur Elias – o Corinthians perdeu o título brasileiro nos pênaltis depois de empatar duas vezes com a Ferroviária.

Publicidade