Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com pequenas chances, conquistas do passado viram inspiração para Fla

A derrota por 4 a 2 para o Grêmio deixou o Flamengo mais distante do sonho de conquistar o título do Campeonato Brasileiro. Segundo os matemáticos que acompanham a competição, a possibilidade de conquista rubro-negro varia entre 1% e 5%, e o próprio técnico Vanderlei Luxemburgo lembrou que a prioridade é assegurar uma vaga na próxima Copa Libertadores.

Porém, a torcida e os jogadores ainda sonham com a volta olímpica no dia quatro de dezembro e, para isso, se apegam a um passado de superação que culminou com a conquista dos dois últimos títulos brasileiros do Flamengo.

Em 1992, o time chegou a ser considerado fraco por boa parte da imprensa carioca e passou um incômodo jejum de seis partidas sem ganhar. Na época em que ainda não se jogava no sistema de pontos corridos, com oito equipes avançando para as etapas decisivas, o Flamengo se classificou no apagar das luzes e, comandado pelo maestro Júnior, ficou com o título ao superar o Botafogo na grande decisão.

Passados 17 anos daquele conquista, em 2009, o Flamengo voltou a surpreender para ser campeão. Uma curiosidade liga aquela campanha à atual. Após a 32rodada, que foi de derrota para o Grêmio Barueri, o Rubro-Negro se encontrava a seis pontos do líder. No momento, essa também é a distância do Flamengo para Corinthians e Vasco, que dividem a ponta da tabela de classificação.

Assim como agora, em 2009 o então técnico Andrade falava apenas em vaga na Copa Libertadores, e os matemáticos reduziram as chances do Rubro-Negro de ser campeão devido aos jogos complicados que estavam por vir. Mas o elenco, que contava com nomes como o meia Petkovic, já aposentado, e o atacante Adriano Imperador, deu a volta por cima, sendo campeão ao bater o Grêmio por 2 a 1 no Rio de Janeiro. Do time que era base naquela ocasião, ainda estão hoje no clube o lateral direito Leonardo Moura, os zagueiros David Braz e Ronaldo Angelim e os volantes Aírton, Maldonado e Willians.

‘Claro que estamos sempre pensando em conquistar título, mas após a derrota para o Grêmio o nosso foco passa a ser apenas a próxima partida. Em 2009 a nossa conquista foi muito importante e bonita. Claro que seria ótimo voltar a ganhar o Brasileiro, mas temos que pensar neste momento em ganhar a próxima rodada’, disse Leonardo Moura, um dos remanescentes.

Para o compromisso diante do Cruzeiro neste domingo, Vanderlei Luxemburgo poderá contar com o volante Maldonado e com o atacante Negueba, que cumpriram suspensão contra o Grêmio. Mas apenas o primeiro deverá ser titular na vaga de Willians, afastado por indisciplina. O meia Renato Abreu é o desfalque, pois recebeu o terceiro cartão amarelo contra os gremistas e terá que cumprir suspensão. Após a folga de segunda-feira o elenco se reapresentou nesta terça-feira para um trabalho regenerativo, que deu início aos preparativos para o duelo contra os mineiros. Já a quarta-feira será de atividades em tempo integral no Ninho do Urubu.