Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com muitos jovens, Bélgica e Suíça divulgam convocações

Na Bélgica, destaque é o atacante Adrnan Januzaj, revelação do Manchester United

No último dia para o anúncio das convocações para a Copa do Mundo, Bélgica e Suíça revelaram os nomes dos atletas convocados, com jovens promessas como Thibaut Courtois, Adnan Januzaj, Eden Hazard e Xherdan Shaqiri. A Suíça chamou os 23 que virão ao Brasil, enquanto a Bélgica fez uma lista com 30 convocados – mas sete serão cortados até 2 de junho).

Leia também:

Dois brasileiros aparecem na lista da Espanha

Adversário do Brasil, Camarões convoca Samuel Eto’o

Uruguai faz convocação com Suárez, Forlán e Cavani

Com seleção renovada, Inglaterra anuncia lista para Copa

Rússia e Japão anunciam lista de convocados para a Copa

A grande novidade da Bélgica foi a presença do atacante Adrian Januzaj, revelação do Manchester United nesta temporada. O atacante de 19 anos era disputado por seis seleções e só recentemente anunciou a preferência pela Bélgica, podendo estrear diretamente no Mundial. Por suas múltiplas nacionalidades, o jogador também poderia defender Kosovo, Inglaterra, Albânia, Sérvia e Turquia.

Apesar de jovens, o goleiro Courtois, do Atlético de Madri, e o meia Eden Hazard, do Chelsea, são os grandes nomes da equipe. A lista também ficou marcada por duas ausências. O meia Radja Nainggolan, um dos destaques da Roma nesta temporada, ficou fora da convocação. Christian Benteke, centroavante do Aston Villa, era presença certa na Copa, mas uma grave lesão no tendão de Aquiles afastou o jogador. A Bélgica é cabeça de chave do Grupo H, que conta ainda com Rússia, Coreia do Sul e Argélia.

Os pré-convocados da Bélgica:

Goleiros: Thibaut Courtois (Atlético de Madri), Simon Mignolet (Liverpool), Silvio Proto (Anderlecht) e Koen Casteels (Hoffenheim)

Defensores: Vincent Kompany (Manchester City), Thomas Vermaelen (Arsenal), Jan Vertonghen (Tottenham), Toby Alderweireld (Atlético de Madri), Daniel van Buyten (Bayern), Nicolas Lombaerts (Zenit), Anthony Vanden Borre (Anderlecht) e Laurent Ciman (Standard Liège)

Meio-campistas: Marouane Fellaini (Manchester United), Axel Witsel (Zenit), Steven Defour (Porto), Moussa Dembelé (Tottenham), Kevin de Bruyne (Wolfsburg) e Nacer Chadli (Tottenham)

Atacantes: Romelu Lukaku (Everton), Eden Hazard (Chelsea), Dries Mertens (Napoli), Adnan Januzaj (Manchester United), Kevin Mirallas (Everton) e Divock Origi (Lille)

Xherdan Shaqiri, do Bayern de Munique e da seleção suíça Xherdan Shaqiri, do Bayern de Munique e da seleção suíça

Xherdan Shaqiri, do Bayern de Munique e da seleção suíça (/)

​Suíça – Última seleção a vencer o Brasil – por 1 a 0, em amistoso após a Copa das Confederações de 2013 -, a seleção suíça virá ao Mundial sem grandes novidades. O experiente técnico alemão Ottmar Hitzfeld, que também comandou a equipe na África do Sul, anunciou a lista de 23 e sete suplentes. Com a aposentadoria do atacante Alexander Frei, o posto de craque da equipe agora pertence a Xherdan Shaqiri, meia de 22 anos do Bayern de Munique. Dos 30 jogadores, 22 defendem equipes estrangeiras, todas da Europa. A Suíça integra o Grupo E, junto de França, Equador e Honduras.

Os pré-convocados da Suíça:

Goleiros: Diego Benaglio (Wolfsburg), Roman Bürki (Grasshopper) e Yann Sommer (Basel)

Defensores: Steve von Bergen (Young Boys), Johannes Djourou (Hamburgo), Michael Lang (Grasshopper), Stephan Lichsteiner (Juventus), Ricardo Rodriguez (Wolfsburg), Fabian Schär (Basel), Philippe Senderos (Valencia) e Reto Ziegler (Sassuolo)

Meio-campistas: Tranquillo Barnetta (Eintracht Frankfurt), Valon Behrami (Napoli), Blerim Dzemaili (Napoli), Gelson Fernandes (Freiburg), Gökhan Inler (Napoli), Xherdan Shaqiri (Bayern) e Valentin Stocker (Basel)

Atacantes: Josip Drmic (Nuremberg), Mario Gavranovic (Zurich), Admir Mehmedi (Freiburg), Haris Seferovic (Real Sociedad) e Granit Xhaqa (Borussia Monchengladbach)

Suplentes: Marwin Hitz (Augsburg), Timm Klose (Wolfsburg), Silvan Widmer (Udinese), Eren Derdiyok (Bayer Leverkusen), Fabian Frei (Basel), Pajtim Kasami (Fulham) e Pirmin Schwegler (Eintracht Frankfurt)

(Com agência Gazeta Press)