Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com máscaras e caretas, palmeirenses provocam ‘pastor’ Oliveira

Elenco do tricampeão da Copa do Brasil estava engasgado com atitudes do atacante santista, chamado de 'mentiroso e mau-caráter' por Rafael Marques

A festa palmeirense no gramado do Allianz Parque depois da conquista do tricampeonato da Copa do Brasil nesta quarta-feira foi marcada por desabafos dos campeões e muitas provocações a Ricardo Oliveira. Os jogadores do Palmeiras e até o presidente Paulo Nobre posaram para fotos imitando a expressão irônica de Ricardo Oliveira na comemoração de um de seus gols contra o rival neste ano e até mesmo máscaras do atacante santista apareceram na comemoração. Os mais magoados eram os atacantes Rafael Marques e Dudu. O autor dos dois gols na vitória por 2 a 1 no tempo normal citou até as preferências religiosas do desafeto para criticá-lo.

“Desse cara eu nem falo. O cara fala que é pastor e faz uma coisa dessas, tenta humilhar as pessoas. Ele tem uma carreira brilhante e não precisa ficar falando essas coisas e se dizendo pastor para cobrir os erros dele”, disparou. Em seguida, Dudu pegou o microfone do estádio para continuar provocando o time do litoral. “Lugar de peixe é dentro do aquário”, cantou em meio a palavrões. No entanto, as críticas mais duras foram feitas por Rafael Marques, que chegou a usar uma máscara de Ricardo Oliveira.

Leia também:

Após três vices na Copa do Brasil, Marcelo Oliveira, enfim, se consagra no Palmeiras

Herói, Prass celebra tricampeonato e gol do título: ‘Vou ter que dormir para acreditar’

No sufoco, Palmeiras salva o ano e empolga a torcida

“Sabe o que é isso? Falta de respeito. Não foi no primeiro jogo, foi desde o Paulistão. Eu admirava ele, mas esse ano ele talvez tenha mostrado sua cara, sua falta de respeito com companheiros de profissão. Eu sempre aprendi que devemos respeitar nossos adversários. Infelizmente ele não fez isso com a gente, então por isso a máscara. Não para provocar, mas para ele refletir e ter mais respeito pela gente”, declarou Rafael Márques à ESPN Brasil.

O acessório usado pelo atacante palmeirense estampava a cara que Ricardo Oliveira fez ao marcar um dos gols da vitória por 2 a 1 do Santos, na 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Vila Belmiro. Ao longo de todo o ano, Ricardo Oliveira se estranhou com o goleiro Fernando Prass – que, curiosamente, tem o mesmo empresário que o seu e é seu vizinho de condomínio -, mas negou ter provocado o rival naquela ocasião. Ele alegou que sua cara de “impressionado” era para a boa assistência de Gabriel, mas não convenceu os palmeirenses.

“A gente vê ele por aí se justificando, se fazendo de coitado. Ele extrapolou no último jogo contra nós no Brasileiro. Isso mostra o quanto ele, além de ser mau caráter, também é mentiroso”. Rafael Marques já havia provocado a torcida santista, dizendo que a pressão dos 40.000 palmeirenses seria bem maior que a de “meia dúzia de gatos pingados” na Vila Belmiro. “Como eu postei no Instagram esses dias, aqui dentro é nossa casa, ninguém manda. E olha aí: 40.000 torcedores, linda festa. Estão todos de parabéns”, finalizou o atacante de 32 anos.

Dudu também mostrou mágoa pelo menosprezo ao Palmeiras por parte dos atletas do Santos. “Quando o Santos passou pelo São Paulo, eles falaram que iriam ser campeões. Falaram que iriam humilhar a gente nos dois jogos e as coisas não são assim. Futebol é dentro de campo e precisa ser jogado. Ano que vem, quando forem ganhar da gente, acho que não vão mais falar isso. E boa sorte para eles no Campeonato Paulista ano que vem. Eles estavam achando que iriam jogar a Libertadores e nos humilhar na decisão e não foi o que aconteceu. É preciso ter respeito e humildade na vida”, completou.

Palmeiras x Santos

Palmeiras x Santos (VEJA)

(da redação)