Clique e assine com 88% de desconto

Com Marin no comando, Leão acredita que pressão sobre Mano diminui

Por Da Redação - 17 jul 2012, 16h28

Ex-técnico da Seleção Brasileira, Émerson Leão declarou nesta terça-feira, em entrevista à Rádio Jovem Pan, que a cobrança sobre o atual treinador do Brasil, Mano Menezes, não será tão grande com a mudança de comando na CBF. Para ele, com José Maria Marin no lugar de Ricardo Teixeira, a pressão será muito menor.

‘O Mano tem uma grande vantagem porque ele não trabalha com o Ricardo Teixeira. Só aí já acabou a pressão’, disse.

Leão não poupou críticas ao ex-mandatário da CBF e comentou sobre as acusações de corrupção que Teixeira sofre.

‘Eu não me sinto só envergonhado, eu me sinto enojado com todas essas acusações de corrupção que envolvem o futebol. O dinheiro muda o caráter das pessoas’, finalizou.

Publicidade

Na última segunda-feira, o Comitê Olímpico Internacional (COI) avisou que irá discutir em reunião o caso do recebimento de propina da ISL, empresa falida de marketing esportiva, por dirigentes da Fifa, entre eles João Havelange e Ricardo Teixeira.

Publicidade