Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com Lucas e Ibra, PSG enfrenta o Valência fora de casa

Equipe tenta avançar na Liga dos Campeões e confirmar status de potência

“Lucas aparecendo bem e precisamos prestar atenção nele. Foi uma grande contratação do PSG”, disse o técnico Ernesto Valverde, do Valencia

Ambicioso, o Paris Saint-Germain tem um confronto difícil na próxima etapa de seu plano para se firmar como uma grande força internacional. Pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, a equipe francesa desafia o Valencia fora de casa nesta terça-feira, às 17h45 (de Brasília), enfrentando o forte retrospecto dos espanhóis contra franceses. Contando com o apoio da torcida no Estádio Mestalla, o Valencia costuma se dar bem contra times da França. Em 18 partidas, perdeu apenas uma vez. O histórico se estende à própria edição 2012-13 da Liga dos Campeões, já que a equipe espanhola enfrentou o Lille no grupo F da competição e venceu as duas partidas. Além disso, o Valencia não perde em casa há nove jogos na Liga dos Campeões – a última derrota foi por 1 a 0 para o Manchester United, em setembro de 2010. Nesta temporada, venceu dois jogos, contra Lille e Bate Borisov, e empatou um, contra o Bayern de Munique, jogando na Espanha.

Leia também:

Leia também: Ancelotti diz que futuro é incerto e pode deixar o PSG

As estatísticas mostram a dificuldade que o PSG deverá enfrentar, mas a equipe francesa também tem um bom retrospecto a seu favor: o time parisiense sofreu apenas um gol atuando fora de casa, marcado pelo colombiano James Rodríguez, do Porto. Enquanto o time da capital francesa caminha em direção ao título nacional, liderando o Campeonato Francês com 51 pontos, seis a mais do que o Lyon, o Valencia faz temporada irregular. Quinto lugar no Campeonato Espanhol, a equipe vem bem nos últimos jogos: foram duas vitórias e dois empates nos últimos quatro jogos, que incluem partidas contra Real Madrid e Barcelona atuando em casa. Além de Ibrahimovic, o artilheiro da equipe, com ampla experiência no torneio, outra aposta do PSG para a partida é o meia Lucas. Desde que estreou pela equipe, no dia 11 de janeiro, o brasileiro, revelado pelo São Paulo, ainda não marcou gols, mas vem contribuindo com assistências e se firmou como titular.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

“É um jogador muito rápido, muito técnico, um jogador que pode levar problemas para qualquer equipe porque, apesar de sua juventude, é responsável. Vem aparecendo bem nos jogos e precisamos prestar atenção nele. Foi uma grande contratação do PSG”, disse o técnico Ernesto Valverde, do Valencia. Já o italiano Carlo Ancelotti, treinador do PSG, falou sobre a necessidade de marcar forte jogando fora de casa. “Quando se tem um jogador como Ibrahimovic, capaz de marcar a qualquer momento, o importante é achar o equilíbrio defensivo.” Na avaliação de Ancelotti, o Valencia é “um grande time, muito compacto e que pressiona bastante”. Os franceses têm problemas para a partida. Ancelotti segue sem poder contar com o zagueiro Thiago Silva, da seleção brasileira, além do volante brasileiro naturalizado italiano Thiago Motta. Ambos estão machucados. No lugar da dupla, serão escalados o brasileiro Alex na zaga e o jovem italiano Marco Verratti no meio. Beckham ainda não tem condições de jogo e não foi relacionado.

(Com agência Gazeta Press)