Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com lideranças e bom ambiente, Palmeiras valoriza grupo vencedor

Não foi um grupo que se uniu e desde o início confiou no título como o Corinthians na Libertadores, também não foi um que já vinha jogando junto há duas temporadas e consolidou a boa fase, como o Santos do Paulistão. Desacreditado, o Palmeiras contou com lideranças positivas e um bom ambiente para desafiar os críticos e se tornar campeão da Copa do Brasil de 2012.

A análise acima foi feita pelo técnico Luiz Felipe Scolari, que chegou ao Verdão em julho de 2010 e enfrentou pesadas ondas de desconfiança por conta do jejum de títulos que a equipe vivia desde 2008, quando venceu o Estadual sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, mas conseguiu faturar o título de uma competição nacional após 14 anos.

‘Nessa Copa do Brasil aconteceram algumas situações que nos ajudaram a atingir o objetivo principal’, pontuou Felipão, que logo depois descreveu os pontos principais de sua tese: ‘Essa equipe cresceu em termos de ambiente, com lideranças que despontaram, como o Assunção. Nós tivemos a sorte, a competência de fazermos os gols nos momentos certos dos grandes jogos. Tomar um gol contra o Grêmio, ou o Coritiba, e pouco depois fazer, estando com vantagem, é muito importante. Isso é coisa que não acontecia’.Felipão vê o atual grupo palmeirense consolidado com o bicampeonato da Copa do Brasil, mesmo que tenha precisado de duas temporadas para mostrar a sombra da primeira passagem. Com o ambiente melhor que em 2010 e ‘muito melhor’ que em 2011, o comandante celebra o fato de, hoje, serem poucos os insatisfeitos dentro do elenco.

‘Se vocês vão perguntar se hoje tem alguns que não estão satisfeitos, é normal. O ambiente que existe hoje é muito melhor do que há dois anos. Levou mais tempo do que é o normal em qualquer clube de futebol, porque primeiro fiz o que podia para depois encaminhar minha equipe como quis. Não deu pra fazer em seis meses nem um ano’, justificou o comandante, cujo contrato se encerra no próximo mês de dezembro.

Sem responder sobre permanência ou saída do Palmeiras, Felipão simplesmente exalta o time campeão da Copa do Brasil: ‘Esse grupo é vencedor. Perdedores foram todos os outros, e eu estou incluído, mas este é vencedor’.