Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com Ibra, PSG não contratará mais, diz Leonardo.

Fazendo jus ao status de novo rico da Europa, o Paris Saint-Germain abriu os cofres nessa pré-temporada e foi às compras. Em pouco mais de duas semanas, o clube tirou Ezequiel Lavezzi da Nápoli e Thiago Silva e Zlatan Ibrahimovic do Milan.

Diretor esportivo do PSG, o brasileiro Leonardo afirmou que o atacante sueco Ibrahimovic, apresentado nesta quarta, encerra o ciclo de contratações da equipe.

‘Com Zlatan agora, terminamos o mercado para esse ano’, garantiu, colocando fim às especulações de nomes como Kaká e Modric, dentre outros.

Sobre a chegada das duas estrelas do Milan, o dirigente aparenta estar orgulhoso pelo sucesso do negócio. Ex-jogador, diretor e técnico na equipe italiana, foi Leonardo quem tomou a frente das transferências.

‘Esta não é uma venda forçada para os milaneses. É o maior negócio, um investimento que fizemos. Algo que não se faz em quatro dias e que pode tomar meses’

Nessa sequência de contratações de peso, o clube desembolsou quase 100 milhões de euros (cerca de R$ 249 milhões). Pelo atacante argentino, pagou 30 milhões de euros. Já pela dupla milanista, 66 milhões de euros, sendo 42 apenas pelo brasileiro.

Longe da briga pelo título francês desde 2003-04, o Paris Saint-Germain foi comprado em junho de 2011 por um grupo de investimentos do Catar, que passou a colocar vultosas quantidades de dinheiro no clube. Estima-se cerca de 180 milhões de euros (aproximadamente R$ 450 milhões) tenham sido investidos apenas em contratações. O ‘sheik’ Nasser Al-Khelaifi, presidente do PSG, tem projeto para transformar o clube em um dos maiores da Europa em cinco anos.

No último ano, já com os donos árabes, o PSG foi vice-campeão francês e assegurou uma vaga na Liga dos Campeões da Europa, competição que não disputava desde 2005-06.