Clique e assine a partir de 9,90/mês

Com Hulk no hotel, Felipão só decidirá time titular na terça

Atleta nem veio ao Castelão para o treino da véspera do jogo contra o México

Por Giancarlo Lepiani, com fotos de Ivan Pacheco, de Fortaleza - 16 jun 2014, 15h38

“Tenho 23 atletas e eles foram bem escolhidos. Não haverá problema algum se o Hulk não puder jogar”, avisou Felipão

A seleção brasileira veio ao Castelão, em Fortaleza, na véspera do jogo contra o México, pela segunda rodada da fase de grupos da Copa do Mundo, com só 22 jogadores: o atacante Hulk, que sentiu um incômodo muscular num treino na concentração da equipe, em Teresópolis, ficou no hotel em que a delegação está hospedada para intensificar seu tratamento. Antes de comandar o treino de reconhecimento do gramado, na tarde desta segunda-feira, o técnico Luiz Felipe Scolari avisou que só decidirá o time titular que encara os mexicanos algumas horas antes do jogo, marcado para as 16 horas (de Brasília) de terça. “Ele nem veio porque não ia ter nada para fazer aqui”, explicou o técnico. “Como não precisaria estar conosco, melhor que ficasse fazendo tratamento.”

Leia também:

Thiago Silva quer a torcida abraçada no hino em Fortaleza

México deverá fazer jogo ‘muito físico’ contra os brasileiros

Após duelos recentes, Brasil pegará México desconhecido

Continua após a publicidade

Acompanhado do médico José Luiz Runco, o atleta foi submetido a um exame de ressonância magnética e, de acordo com a CBF, não foi constatada nenhuma lesão. Ainda assim, Hulk foi entregue ao fisioterapeuta Luiz Rosan, que tentará deixá-lo sem nenhuma dor ou incômodo para o jogo de terça. A reavaliação pelos médicos será feita só na manhã da partida. Felipão garante que não perderá o sono por causa do possível desfalque, já que acredita ter boas opções para substituir o jogador do Zenit, da Rússia. “Sem ele, perco um pouco do entrosamento de uma equipe que vem jogando junta há muito tempo”, admitiu o treinador. “Mas os outros jogadores que eu tenho para a posição, apesar das características diferentes, também podem acrescentar algumas coisas à equipe. Tenho 23 atletas e eles foram bem escolhidos. Não haverá problema algum se o Hulk não puder jogar.”

Leia também:

Brasil, melhor marcador; França e Holanda, a melhor técnica

Felipão atribui a virada à voz da torcida: ‘Foi inacreditável’

Croata lamenta pênalti ‘ridículo’. Mas Felipão achou que foi

O primeiro candidato a substituir o camisa 7 é Ramires, que poderia dar mais equilíbrio tático a uma equipe que levou alguns sustos no contra-ataque em sua estreia, contra a Croácia, em São Paulo. O capitão Thiago Silva, que também se disse confiante no desempenho da equipe mesmo com o possível desfalque, arrancou risadas do treinador ao listar os possíveis substitutos do atacante. “Se ele ficar mesmo fora, será uma grande perda, mas o Felipão tem 23 jogadores prontos para atuar, tem o Ramires, o Bernard, o Willian…” O zagueiro interrompeu a lista quando percebeu a reação do técnico, que brincou com a “intromissão” do capitão. “De qualquer forma, a gente certamente estará bem servido. Ele pode escolher de olhos fechados. E a gente está aqui para dar apoio ao Hulk caso ele não possa jogar.”

Continua após a publicidade
Publicidade