Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com gol nos acréscimos, Suíça bate Equador no DF

Sul-americanos saíram na frente, mas não seguraram pressão suíça no fim

A Suíça venceu o Equador por 2 a 1, de virada e com um gol nos acréscimos, na tarde deste domingo, no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília. O jogo foi bastante movimentado, sobretudo na segunda etapa. Enner Valencia colocou os sul-americanos na frente, mas Admir Mehmedi e Haris Seferovic viraram o jogo para os europeus.

Seleção muito conhecida por sua força na defesa – em 2006, foi eliminada da Copa na Alemanha sem sofrer gol – a Suíça viveu uma situação incomum na primeira etapa. Aos 21 minutos, os zagueiros apenas assistiram ao atacante Enner Valencia subir sozinho e marcar, de cabeça, após cruzamento de Walter Ayoví. A falha defensiva obrigou os europeus a atacar. As melhores jogadas da equipe saíram dos pés de seus jogadores mais conhecidos: o lateral-direito da Juventus, Stephan Lichtsteiner, e o atacante do Bayern de Munique, Xherdan Shaqiri.

Leia também:

Felipão atribui a virada à voz da torcida de SP: ‘Foi inacreditável’

Croata lamenta o pênalti ‘ridículo’. Mas o Felipão achou que foi…​

Estatísticas: Oscar se supera e vira dono do lado direito do time

Shaqiri, de 22 anos, arriscou bons chutes de fora da área, mas o goleiro Dominguez garantiu o placar até o intervalo. Na segunda etapa, o atacante Admir Mehmedi entrou no lugar de Valentin Stocker e, no primeiro toque na bola, empatou o jogo em jogada muito parecida ao gol equatoriano. Após escanteio, Mehmedi subiu sozinho e balançou as redes.

Na briga por uma vaga no Grupo E, as equipes se jogaram ao ataque. Aos 20 minutos, o equatoriano Jefferson Montero driblou dois zagueiros pelo lado esquerdo e bateu com perigo, mas Diego Benaglio defendeu. Aos 24 minutos, o lance mais controverso do jogo: Drmic recebeu passe de Rodriguez e fez gol, mas o juiz considerou, equivocadamente, que a bola havia desviado em Mehmedi, deixando o jogador em impedimento.

A Suíça passou a dominar completamente. Aos 28 minutos, Shaqiri recebeu na área em boas condições, mas bateu para fora. O Equador ainda respondeu aos 42 minutos, em cobrança de falta de Ayoví, que desviou na zaga e quase enganou o goleiro Benaglio. O time sul-americano teve a chance da vitória com Arroyo, aos 47, mas o atacante perdeu a chance e foi castigado. Behrami desarmou o equatoriano e puxou contra-ataque. O jogador do Napoli recebeu falta dura, mas preferiu seguir na jogada e abriu o jogo Shaqiri. O jovem lançou para Rodríguez, que passou para Seferovic apenas desviar para as redes.