Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Com gol nos acréscimos, São Caetano empata com Vitória em Bragança

Por Da Redação 20 ago 2011, 18h25

Na tarde deste sábado, o Vitória empatou com o São Caetano por 2 a 2 em Bragança Paulista, no Estádio Nabi Abi Chedid. Os gols do Rubro-negro foram marcados por Neto Baiano e Marquinhos. Ricardo Xavier, que fez sua primeira partida com a camisa do Azulão, e Luciano Mandi balançaram as redes pelo Azulão.

Um triunfo do Vitória faria com que a equipe alcançasse sua terceira vitória fora de casa na Série B do Campeonato Brasileiro, enquanto o São Caetano acumularia duas derrotas consecutivas, porém, o gol de Luciano Mandi, aos 47 minutos da segunda etapa, impediu que esse panorama se concretizasse.

Na próxima rodada, o Vitória conta com o apoio de sua torcida para encarar o ASA, no sábado, às 16h20, no Barradão. Já o São Caetano viaja para Santa Catarina, onde enfrenta, na sexta-feira, o Criciúma, às 20h30, no Heriberto Hulse.

O jogo: O primeiro tempo de São Caetano e Vitória foi digno de um jogo entre duas equipes que disputam o título da Série B, o que, na realidade, não acontece, já que ambos estão longe do G-4.

Enquanto Fernandinho e Marquinhos armavam boas jogadas pela esquerda do ataque do Leão, assustando o goleiro Leandro, Luciano Mandi e Aílton apareciam pelo lado do Azulão para tentar abrir o placar.

Continua após a publicidade

As perigosas investidas das duas equipes davam a entender que o primeiro gol do duelo estava cada vez mais maduro. Domingos, zagueiro do São Caetano, colocou a bola na trave em uma cabeçada de cruzamento que veio da direita. Como resposta, o goleiro Leandro teve de executar uma grande defesa em lance parecido de Zé Luis.

Aos 22 minutos, o estreante Ricardo Xavier recebeu cruzamento rasteiro, livre de marcação, e só teve o trabalho de empurrar para as redes e abrir o placar para o Azulão. Mas não deu tempo de comemorar a vantagem.

Um minuto depois, Marquinhos fez grande jogada pela esquerda, se livrou da marcação e cruzou na cabeça de Neto Baiano, que não desperdiçou a chance e empatou a partida no Nabi Abi Chedid.

Após os dois gols, as equipes continuaram buscando a vantagem no placar, principalmente com chutes de fora da área. Destaque da primeira etapa, Marquinhos testava o goleiro Leandro, que bloqueava bem as finalizações. Pelo São Caetano, Antônio Flávio comandava boas chegadas pela direita, mas a boa atuação de Fernando Leal impedia que o time do ABC mexesse no placar novamente.

A segunda etapa não teve tanta emoção quanto a primeira. Os times voltaram se segurando. Com as entradas de Magnum e Geovane, o São Caetano ainda tentou algumas jogadas, mas sem qualidade. O Vitória estava melhor e Vágner Benazzi colocou Geraldo para pressionar o Azulão. O jogador entrou bem, mas foi Lúcio Flávio, aos 29 minutos, quem recebeu um lançamento da zaga na grande área e disputou com o goleiro para cruzar, quase caído, para Marquinhos virar a partida com o gol vazio.

Após assumir a vantagem no placar, o time baiano recuou na tentativa de administrar o resultado e segurar o ímpeto do adversário. Desesperados, os jogadores do Azulão partiram para a pressão e, aos 47 minutos, num cruzamento vindo de Artur, Luciando Mandi desviou para as redes e deu números finais para o confronto, garantindo um ponto para cada lado.

Continua após a publicidade
Publicidade