Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Com futebol, Manchester lucra tanto quanto sede olímpica

Pesquisa revelada pelo 'FT' mostra impacto econômico dos rivais United e City

Por Da Redação 6 Maio 2013, 10h21

Enquanto o Brasil se prepara para investir quase 30 bilhões de reais para receber sua primeira Olimpíada, no Rio de Janeiro, em 2016, Manchester, na Inglaterra, colhe os mesmos frutos que uma cidade-sede dos Jogos apenas com o futebol – e o melhor, sem gastar um centavo de dinheiro público. De acordo com reportagem publicada pelo jornal britânico Financial Times, o sucesso dos dois grandes clubes da cidade, Manchester City e Manchester United, provoca um impacto financeiro equivalente ao de uma Olimpíada a cada quatro anos. Conforme estudo do Centro de Pesquisas da Indústria do Esporte, da Universidade Sheffield Hallam, em parceria com a Universidade de Cambridge, Manchester teria de gastar cerca de 300 milhões de reais por ano em propaganda paga para conseguir a mesma projeção internacional que costuma obter – de graça – com o futebol. Os dois clubes e todas as atividades que os cercam – como tours pelos estádios, lojas de camisas e brindes e outros negócios estimulados pelo esporte – empregam cerca de 8.500 pessoas na cidade. Na atual edição da Liga dos Campeões, quando o United recebeu o Real Madrid num jogo decisivo, toda a rede hoteleira de Manchester ficou lotada – e o gasto médio do visitante foi estimado em 800 libras, 2.500 reais. O último clássico entre as duas equipes da cidade foi visto por 600 milhões de pessoas ao redor do mundo. Leia a reportagem na íntegra (com acesso restrito para assinantes) no site do Financial Times.

Publicidade