Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Com desempenho de rebaixados, América-MG e Atlético-MG preocupam

Por Da Redação 29 ago 2011, 17h49

Desde 2008 o Campeonato Brasileiro não contava com três equipes de Minas Gerais na Série A, quando Atlético-MG, Cruzeiro e Ipatinga figuravam na competição. Neste ano, o América-MG se juntou ao grupo que havia perdido o Tigre de Aço dois anos atrás, mas a situação de duas equipes deste trio é preocupante.

Enquanto o Cruzeiro faz uma campanha regular e é o sétimo colocado na tabela, Atlético-MG e América-MG são os dois últimos colocados da competição. O aproveitamento de ambos é péssimo e segue a tendência de clubes que são rebaixados para a Série B.

O Coelho é a equipe que mais preocupa. Com 13 pontos, os jogadores terão de quebrar um tabu existente desde que a Primeira Divisão consagrou a fórmula de pontos corridos com 20 clubes, em 2006: nunca um time que finalizou o primeiro turno com menos de 15 pontos conseguiu escapar da queda.

Enquanto isso, na Cidade do Galo, o sentimento dos jogadores e torcedores neste momento do campeonato é bem parecido com o que sentiam os atletas que trabalharam no clube no mesmo período do ano passado.

Com 15 pontos, a equipe tem dois a menos do que tinha ao fim do primeiro turno de 2010, quando somava 17 pontos. A campanha é muito parecida: a equipe acumulava cinco vitórias, dois empates e 12 derrotas, enquanto neste ano o time tem o mesmo número de derrotas, porém uma vitória a menos e um empate a mais.

Outra estatística que assusta o Galo é a comparação com a temporada em que foi rebaixado para a Segunda Divisão. Em 2005, com 22 clubes na Série A, o time finalizou o primeiro turno com 16 pontos, ou 25,4% de aproveitamento. Já este ano, com menos a jogos a serem disputados por turno, o aproveitamento é quase igual: 26,3%.

Ao fim do primeiro turno, desde 2006, apenas o Fluminense, dois anos atrás, conseguiu a façanha de escapar da queda para a Série B depois de obter o mesmo número de pontos que o Atlético possui neste momento.

Para preocupar ainda mais o torcedor, com um ponto a mais do que o Alvinegro de Minas, o Juventude de 2007, o Ipatinga de 2008 e o Grêmio Barueri de 2010, tiveram como destino a Série B.

Se Atlético e América não conseguirem escapar do descenso ao final do Campeonato Brasileiro e o Boa Esporte-MG não conseguir o acesso para a elite do futebol nacional, a temporada de 2012 será a primeira, desde 2006, com apenas um clube mineiro entre os 20 que disputam a Série A.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)