Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com aposentadoria de Marcos, só nove pentacampeões se mantêm ‘na ativa’

A aposentadoria do goleiro Marcos, anunciada na tarde desta quarta-feira, confirmou a ‘baixa’ de mais um integrante do elenco pentacampeão mundial com a Seleção Brasileira em 2002, no Japão. Dos 23 convocados para a ocasião, apenas nove se mantêm ainda jogando. Dos que atuaram na final, apenas quatro.

Além de Marcos, o técnico Luiz Felipe Scolari, curiosamente o mesmo que esteve à frente do Palmeiras na última temporada do arqueiro como profissional, levou para a Copa do Mundo os seguintes nomes: Cafú, Lúcio, Roque Júnior, Edmilson, Roberto Carlos, Ricardinho, Gilberto Silva, Ronaldo, Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho, Dida, Belletti, Anderson Polga, Kleberson, Junior, Denilson, Vampeta, Juninho Paulista, Edilson, Luizão, Rogério Ceni e Kaká.

Desses, apenas Kaká não ultrapassou a barreira dos 30 anos (o meia do Real Madrid tem 29 e faz aniversário no dia 22 de abril). Além dele, somente Lúcio (zagueiro da Internazionale) e Anderson Polga (zagueiro do Sporting) seguem atuando em campeonatos de ponta na Europa.

Roberto Carlos está no Anzhi Makhachkala, clube da região do Cáucaso, na Rússia, onde acumulou também a função de treinador no último ano. Os outros cinco integrantes daquele grupo estão todos em clubes do futebol nacional.

Gilberto Silva (Grêmio), Kleberson (Atlético-PR), Ricardinho (Bahia), Rogério Ceni (São Paulo) e Ronaldinho Gaúcho (Flamengo) disputaram o Campeonato Brasileiro e tem contrato pelo menos até o final dos Estaduais de 2012.

Após cair para a Série B com o Ceará em 2011, Edmilson se desligou da equipe e pretende fazer cursos de especialização na Espanha, onde atuou por bastante tempo quando defendia o Barcelona. Dida é outro com futuro incerto. Sem jogar há um ano e meio, ele diz que ainda quer entrar em campo por pelo menos mais dois anos, mas segue sem clube.

Rivaldo, que também esteve em campo jogando a Série A, foi dispensado pelo São Paulo e tem futuro incerto. É provável que ele jogue o Campeonato Paulista pelo Mogi Mirim, clube do qual também é presidente.

Essa, aliás, é uma das funções exercidas pelos aposentados. Roque Júnior é mandatário do Primeira Camisa, equipe de São José do Rio Preto, enquanto o Juninho Paulista é o homem-forte da administração do Ituano, de Itu, ambos no estado de São Paulo.

Ronaldo e Luizão, os centroavantes da lista, se tornaram empresários após deixarem o futebol. O maior artilheiro das Copas, aliás, tem contratos de publicidade e agenciamento de carreira com jovens promessas do futebol brasileiro, como Lucas e Neymar.

Edilson e Denilson, reservas que tiveram participação importante na semifinal contra a Turquia, agora são, respectivamente, repórter e comentarista esportivos em programas de televisão.

Cafú trabalha com a Fundação Cafu, onde dá assistência a crianças carentes. Junior e Belletti, laterais reservas na conquista, pararam em 2010 e 2011, respectivamente. Vampeta, que deu as famosas cambalhotas na rampa do Planalto, em Brasília, agora é técnico do Grêmio Osasco-SP.