Clique e assine a partir de 9,90/mês

Com ajuda de Piquet, Rio de Janeiro pode substituir Santiago na Fórmula E

O filho do tricampeão mundial de Fórmula 1, ex-piloto da categoria de carros elétricos, estaria trabalhando por uma corrida nas ruas da capital carioca

Por Da Redação - Atualizado em 17 jan 2020, 19h27 - Publicado em 17 jan 2020, 19h08

Neste sábado será realizado nas ruas de Santiago, no Chile, a segunda etapa da Temporada 2019/2020 da Fórmula E, a categoria do automobilismo de carros 100% elétricos. Entre os pilotos da categoria, estão os brasileiros Felipe Massa Lucas Di Grassi. Até o ano passado, também corria o filho do tricampeão mundial de Formula 1 Nelson Piquet. Nelsinho, aliás, por trás dos planos de trazer uma etapa da F-E para o Rio de Janeiro.

De acordo com a publicação inglesa Autosport, os organizadores do campeonato de elétricos não devem renovar contrato com a capital chilena, que recebe a prova desde a Temporada 2017-2018, abrindo uma vaga no calendário da categoria. Mesmo assim, a Fórmula E teria interesse em manter uma etapa na América do Sul, dado o grande mercado automotivo da região e sua história dentro do automobilismo, e o Rio surgiria como um forte concorrente.

Pesa contra Santiago a efervescência política da cidade, tomada nos últimos meses por protestos populares, e o fato de que as próximas eleições municipais acontecerão após a definição das corridas do próximo ano. O Brasil já apareceu algumas vezes como candidato a receber provas da Fórmula E, mas a intenção nunca se concretizou. Nelsinho conta agora com o apoio do presidente Jair Bolsonaro, que assinou em novembro do ano passado uma carta de apoio à inclusão do Rio no calendário da Fórmula E.

Publicidade