Clique e assine a partir de 9,90/mês

Com adversário de luto por Chávez, Grêmio goleia na Arena

Equipe gaúcha aplica 4 a 1 no Caracas e lidera o Grupo 8 da Copa Libertadores

Por Da Redação - 6 mar 2013, 00h55

Depois de atropelar o Fluminense no Engenhão, o Grêmio voltou a apresentar outra grande atuação e goleou o Caracas por 4 a 1 na noite desta terça-feira, em Porto Alegre. O adversário da equipe de Vanderlei Luxemburgo jogou de luto, com uma faixa preta no braço, por causa da morte do presidente venezuelano Hugo Chávez, anunciada poucas horas antes da partida. Antes do pontapé inicial na Arena do Grêmio, também foi respeitado um minuto de silêncio.

Com a bola rolando, porém, pouco se viu do Caracas. Comandados pelo veterano meia Zé Roberto, de 38 anos, o Grêmio não deu chances para o adversário, marcando dois gols em cada etapa da partida e garantindo os três pontos e a liderança do Grupo 8 da Libertadores. Agora, os gaúchos somam seis pontos ao lado do Fluminense, mas superam os cariocas nos critérios de desempate. Caracas e Huachipato têm três pontos cada.

Leia também:

Morre Luis Cubilla, o supercampeão da Copa Libertadores

Continua após a publicidade

Emerson não viaja com o Corinthians – que nega problemas

Barcos — em outra bela atuação –, Werley e Zé Roberto duas vezes construíram a goleada do time da casa. Sanchez descontou para os venezuelanos. Grêmio e Caracas voltam a se enfrentar na próxima terça-feira, na Venezuela.

A partida – Dono do jogo, o time de Luxemburgo começou pressionando desde o início e o primeiro gol não demorou a sair. Em cruzamento para a área do Caracas, o goleiro Baroja se atrapalhou com a chegada de Werley e Barcos aproveitou para marcar: 1 a 0. Após desperdiçar outras chances, o Grêmio anotou o segundo após uma sequencia de escanteios. Elano — outro grande nome do jogo — tentou duas cobranças fechadas, e Baroja evitou o gol olímpico em ambas. O terceiro tiro de canto foi batido por Zé Roberto, no primeiro pau, e Werley se antecipou para fazer 2 a 0, aos 37 minutos.

Sem o mesmo ímpeto na volta do intervalo, o Grêmio passou a controlar o jogo com a posse da bola. Depois de uma linda troca de passes, Barcos deixou Zé Roberto livre para fazer o terceiro. Com calma, o meia driblou o goleiro e marcou. O Caracas conseguiu o gol de honra em seguida. Otero cobrou falta e Sanchez desviou de cabeça: 3 a 1.

Continua após a publicidade

O Grêmio voltou sem tanta volúpia para o segundo tempo, mas quando trocava passes seguia dando show. Aos seis minutos, Barcos tabelou com Vargas e deu passe lindo para Zé Roberto, que entrou livre, driblou o goleiro e marcou um golaço. O 3 a 0 fez o time gaúcho diminuir o ritmo, e o Caracas veio para cima. Aos 14, o zagueiro Sanchez descontou, de cabeça, após cobrança de falta de Otero, animando os venezuelanos. O gol não incomodou o Grêmio, que definiu o placar aos 27 minutos. Pará foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro para Zé Roberto completar para o gol, fazendo 4 a 1 para a festa dos 32 mil gremistas na Arena.

(Com agência Gazeta Press)

Publicidade