Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com 100% de Felipe, Palmeiras treina pênaltis antes de pegar Paraná

O único resultado que leva a decisão das oitavas de final para os pênaltis é o placar positivo por 2 a 1 ao Paraná sobre o Palmeiras. Apesar da vantagem de jogar pelo empate, o Verdão teve a precaução de treinar as cobranças nesta terça-feira, com destaque no aproveitamento do meia-atacante Felipe.

O garoto, que voltou ao clube da capital depois de passagem por empréstimo pelo Mogi Mirim, foi o único a converter 100% de suas cobranças. As seis batidas de Felipe estufaram as redes.

Já o segundo melhor no treino foi o atacante argentino Hernán Barcos. Em sete cobranças, o Pirata perdeu apenas uma, defendida pelo goleiro. Apesar do alto aproveitamento, o camisa 29 ainda ouviu brincadeiras dos demais cobradores ao desperdiçar uma chance.

Do outro lado, Maikon Leite se marcou como o pior na atividade, pois fez três cobranças e perdeu todas. Na saída do gramado, o atacante até ouviu uma provocação do volante Márcio Araújo. ‘Maikon, você foi bem demais’, brincou o meio-campista.

O zagueiro Henrique, por sua vez, apareceu como o mais insistente na atividade, com o chute de 15 pênaltis, mandando dez deles para as redes. Em uma das cobranças que perdeu, o defensor viu a bola acertar as duas traves antes de sair.

No fim da movimentação, Valdivia se juntou aos colegas e bateu três vezes, com dois gols e um para fora. O curioso foi a ausência de Marcos Assunção no treino específico de pênaltis. Depois de ter participado do restante da movimentação normalmente, o camisa 20 deixou o campo na hora das cobranças.

Assunção é um dos batedores oficiais do time e, apesar de não ter participado das finalizações nesta terça-feira, costuma aperfeiçoar suas cobranças como rotina depois dos treinos.

O Palmeiras encerrou nesta terça sua preparação para o confronto contra o Paraná, que será disputado na noite de quarta, na Arena Barueri. No primeiro duelo, em Curitiba, o Verdão triunfou por 2 a 1 e, se avançar para as quartas de final, enfrentará o sobrevivente do jogo entre Atlético-PR e Cruzeiro.