Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

COI pune boxeadores que apostaram em lutas da Rio-2016

Os irlandeses Michael Conlan e Steve Donnelly e o britânico Antony Fowler violaram as regras que proíbem a prática em eventos olímpicos

Por Da redação 28 set 2016, 14h39

O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou nesta quarta-feira punição a três boxeadores que competiram na Rio-2016 por apostarem em lutas disputadas no evento, realizado em agosto. O COI diz em nota que aplicou “severas reprimendas” aos irlandeses Michael Conlan e Steve Donnelly e ao britânico Antony Fowler por violarem regras do Código de Prevenção à Manipulação de Resultados da entidade. De acordo com o regulamento, nenhum membro de delegação esportiva ou dirigente pode fazer apostas em resultados de eventos olímpicos. Nenhum dos pugilistas sancionados ganhou medalha nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Segundo o COI, todas as apostas envolveram lutas do boxe olímpico. Ao analisar das circunstâncias das apostas, a entidade concluiu que não houve intenção de manipular os resultados. Mesmo assim, se esses mesmos atletas quiserem participar da próxima edição dos Jogos Olímpicos, em Tóquio, terão que passar obrigatoriamente por programas educacionais do COI.

LEIA TAMBÉM:
Todos os medalhistas olímpicos brasileiros da Rio-2016

Os comitês olímpicos irlandês e britânico também receberam sanções por supostamente “não terem informado devidamente” seus atletas sobre as regras que proíbem as apostas no evento olímpico.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade