Clique e assine a partir de 9,90/mês

Coca-Cola cancela patrocínio milionário a Ronaldinho Gaúcho

Marca afirma que continuidade da parceria tornou-se inviável; jogador deixou o Flamengo em junho deste ano

Por Cris Simon - 9 jul 2012, 15h41

A Coca-Cola decidiu cancelar o contrato de patrocínio que tinha com Ronaldinho Gaúcho desde novembro do ano passado, quando o craque ainda jogava pelo Flamengo. Em comunicado, a marca atribuiu o fim do contrato à “significativa alteração das condições sob as quais foi selada a parceria”. O acordo entre a empresa mundial de bebidas e o jogador deveria durar até 2014, e renderia 1,5 milhão de reais por ano ao craque.

Desde janeiro de 2011 no Flamengo, o time com a maior torcida do Brasil, Ronaldinho deixou o clube de forma conturbada no fim de maio deste ano. O jogador alegava cinco meses de atraso no recebimento de rendimentos por direitos de imagem e o não pagamento do FGTS desde o ano passado, abrindo um processo no valor de 40 milhões de reais contra o clube.

Pouco tempo depois, assinou contrato com o Atlético Mineiro, onde apareceu na coletiva de apresentação ao clube dando entrevistas com latas de Pepsi, a principal rival mundial da Coca-Cola, à sua frente na mesa.

Em uma curta nota, a marca diz reconhecer a trajetória e o valor do jogador. “No entanto, tendo em vista a significativa alteração das condições sob as quais foi selada a parceria, a continuidade da relação tornou-se inviável”.

Publicidade