Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

COB deixará Casa Brasil aberta durante Paralimpíada

Por Da Redação
5 jul 2012, 12h52

Por Tiago Rogero

Rio – O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016 apresentou na manhã desta quinta-feira detalhes da operação da Casa Brasil em Londres, espaço para promoção do Rio e do País durante a Olimpíada. Pela primeira vez desde que o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) começou a organizador o espaço, na Olimpíada de Atlanta, em 1996, a Casa ficará aberta também durante os Jogos Paralímpicos. Ao todo, serão 52 dias.

O espaço vai contar com exposições, uma mostra de cinema – com filmes produzidos no Rio -, shows musicais, entrevistas coletivas dos atletas brasileiros que ganharem medalhas e uma boutique que venderá produtos oficiais do Time Brasil – nome que o COB dá à delegação de atletas brasileiros – e do comitê Rio 2016.

O investimento total foi de R$ 23,15 milhões, dos quais 83% foram financiados por Rio 2016 e patrocinadores. A prefeitura do Rio investiu R$ 2 milhões, como patrocínio, e o governo estadual, outros R$ 2 milhões, parte do aluguel do centro cultural Somerset House, que terá 2.200m² de seu espaço ocupado pela Casa Brasil. A abertura é no dia 27 de julho e a entrada é gratuita, das 11h às 19h (horário de Londres), com exceção dos dias que contarem com programação musical, que vai até as 22 horas.

Continua após a publicidade

“O orçamento (R$ 23,15 milhões) é igual ao que usamos em Pequim, quatro anos atrás. Em um país que tem a libra como moeda, e hoje tudo é mais caro, estamos muito contentes por ter conseguido igualar o valor, e atendendo aos dois Jogos”, disse o presidente do comitê Rio 2016 e do COB, Carlos Arthur Nuzman.

Ele também deu mais detalhes sobre o programa de observadores durante os Jogos de Londres. Participam 143 funcionários do Rio 2016, que serão divididos em quatro funções para ver de perto a operação dos Jogos, e alguns inclusive vão trabalhar no comitê local. O custo do programa é de R$ 4 milhões.

Nuzman também falou sobre a cerimônia de entrega da bandeira olímpica, ao fim dos Jogos de Londres, que marca o início oficial da contagem para a Olimpíada do Rio. Depois que o prefeito Eduardo Paes receber a bandeira, terá início um show de oito minutos com direção artística de Cao Hamburger e Daniela Thomas, e shows de Marisa Monte, Seu Jorge e B Negão.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.