Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Cinco lições do Flamengo de 1981 para o Santos de 2011

Há 30 anos, o time carioca era campeão do mundo. Na véspera da estreia dos paulistas no torneio, o exemplo do time de Zico pode ajudar na conquista do tri

Por Da Redação 13 dez 2011, 11h38

Na manhã de quarta-feira (no horário de Brasília), o Santos entra em campo contra o Kashiwa Reysol, no Japão, para dar início à sua campanha no Mundial de Clubes da Fifa. Há exatos 30 anos, em 13 de dezembro de 1981, outra equipe brasileira jogava no país asiático para conquistar o mundo – o Flamengo de Zico, Júnior, Andrade e Nunes venceu o Liverpool, da Inglaterra, por 3 a 0, levantando um título que até hoje é o mais importante de sua galeria de troféus. Se o Flamengo depositava todas as suas esperanças em Zico, o Santos aposta suas fichas em Neymar – mas, da mesma forma que o Liverpool assustava os cariocas, o Barcelona, possível rival na final no domingo, preocupa os paulistas. Essas e outras semelhanças entre os dois confrontos podem servir para o Santos se inspirar, preparando o caminho para o tricampeonato mundial – isso se fizer a lição de casa e despachar o Kashiwa, é claro. A seguir, o que Neymar e companhia podem aprender com a experiência vitoriosa dos flamenguistas no Japão, três décadas atrás:

Leia também:

Zico: 30 anos depois do Mundial, um ‘troféu’ na garagem

Em Dia: 30 anos depois, futebol atrai patrocínios milionários

Continua após a publicidade
Publicidade