Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cinco canoístas russos são banidos da Rio-2016 por doping

Federações internacionais seguem punindo atletas com histórico de trapaça. Entre os banidos está um campeão olímpico em Londres-2012

A Federação Internacional de Canoagem (ICF, na sigla em inglês) anunciou nesta terça-feira que cinco atletas russos foram banidos da Rio-2016 por envolvimento em casos de doping. Entre eles estão Alexander Dyachenko, campeão olímpico nos Jogos de Londres-2012, e Alexei Korovashkov, medalhista de bronze na mesma edição. Completam a relação o campeão europeu Andrei Kraitor e Yelena Aniushina e Natalia Podolskaya.

“Este é um duro revés para o movimento olímpico e lamentamos que nosso esporte também esteja comprometido. Foram adotadas medidas urgentes e afastados todos os atletas contra os quais havia provas de doping”, disse o presidente da ICF, Simon Toulson, em nota.

Leia também:
Sete nadadores russos são excluídos da Rio-2016
Putin não irá ao Rio para abertura da Olimpíada
Isinbayeva recorrerá ao Tribunal dos Direitos Humanos

Depois da divulgação das denúncias feitas pela Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) o Comitê Olímpico Internacional (COI) cedeu às federações internacionais a responsabilidade de decidir sobre quais atletas estão aptos para disputar a Olimpíada no Brasil. Eles devem cumprir uma série de requisitos, entre eles o mais importante: nunca terem sido flagrados em exames antidoping.

Na segunda-feira, sete nadadores e três remadores russo já haviam sido banidos. A equipe de atletismo, composta por 68 atletas, incluindo a bicampeã olímpica Yelene Isinbayeva, está completamente banida dos Jogos.

(com agência EFE)