Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Chuva e lesões atrapalham o trabalho de Mauro Fernandes no Criciúma

Por Da Redação 8 set 2011, 16h27

Além da irregularidade do Criciúma na Série B, o técnico Mauro Fernandes vem se deparando com uma série de adversidades desde que assumiu o Criciúma. Para o jogo deste sábado, o treinador terá novamente um leque de problemas para resolver antes de definir a escalação que mandará a campo.

O primeiro revés sofrido pelo treinador está relacionado com as fortes chuvas que atingem Santa Catarina. O clima desfavorável cancelou os treinamentos com bola do Tigre na última quarta-feira e impediu que os jogadores treinassem nesta quinta-feira, o que frustrou os planos do técnico e impediu a preparação da equipe para o jogo do fim de semana.

Além disso, Mauro Fernandes terá pelo menos sete desfalques por conta de lesões e terá que reformular todo esquema tático para escalar o time que enfrentará o Naútico, nos Aflitos. Os zagueiros Toninho e Rodrigo, o volante Doriva, os meias Roni e Aloísio e os atacantes Zé Carlos e Adeílson não foram relacionados e sequer viajaram para o Recife com o restante da equipe.

O treinador ainda poderá sofrer outra baixa para esta partida, já que o volante Baraka está com dores musculares e é dúvida para o jogo. Entretanto, Mauro Fernandes poderá contar com o volante Ramalho e o atacante Thiago Silvy, que foram apresentados oficialmente nesta semana e já estão regularizados para fazerem suas estreias.

A série de tropeços que o Criciúma teve no campeonato teve fim na última rodada, quando o Tigre vence o Duque de Caxias por 2 a 0, no Heriberto Hulse. Mesmo assim, a equipe caiu muito na tabela, ocupando a oitava colocação, com 31 pontos, e precisa vencer o Náutico para continuar sonhando com o acesso à primeira divisão do Brasileiro.

Continua após a publicidade
Publicidade