Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chris Weidman: ‘Anderson merece diploma em psicologia’

Campeão que nocauteou Anderson Silva recebeu VEJA em sua casa em NY

A tranquila Colony Drive, em Baldwin, Long Island, é daquelas ruas típicas de pequenas cidades dos Estados Unidos: casas parecidas, pequeno gramado na frente e, em quase todas, uma bandeira americana. O lugar perfeito para um lutador conhecido como Chris “All-American” Weidman morar. E quem passa pela frente nem repara, mas todos os quintais da rua são banhados por um canal que traz a água do mar da baía de Baldwin. Dá para chegar navegando em casa, desde que seja uma pequena embarcação.

Ford F150 4x4 Edição Limitada, igual à de Chris Weidman Ford F150 4×4 Edição Limitada, igual à de Chris Weidman

Ford F150 4×4 Edição Limitada, igual à de Chris Weidman (/)

Leia também:

UFC 162: Anderson brinca e é nocauteado por Weidman

As imagens do nocaute de Anderson Silva

Em outubro de 2012, a vizinhança com o canal se tornou um pesadelo. A região foi atingida pelo furacão Sandy, um dos maiores da história americana. As águas subiram e cobriram quase todas as casas. No desespero que se seguiu, Weidman, o lutador que nocauteou Anderson Silva em julho, já mostraria que é bom de briga. Tratou de primeiro salvar a mulher e os dois filhos e depois ficou ali mesmo, montando guarda, evitando que a casa fosse saqueada. Sua atitude diante da força do furacão e o potente soco que aplicou na maior estrela do UFC transformaram Weidman num herói americano. Apesar do sucesso, o grandalhão de 1,89 metro continua humilde. Recebeu a reportagem de VEJA na calçada, filhinho Chris Jr. no colo, feliz em exibir sua primeira aquisição depois do titulo no UFC: uma picape preta Ford F-150 4×4 Limited Edition, bancos de couro, apenas 6.000 unidades fabricadas (que custa a partir de 53.300 dólares, ou pouco mais de 125.500 reais).

Enquanto Weidman ogulhosamente apresentava o carrão, o ex-wrestler e vendedor de carros Charlie Weidman, pai de Chris, comentava a luta que tirou o filho do anonimato: “Quando alguém risca o seu carro, você fica feliz? Claro que não. Acho que um cara que tem o carro riscado tem o direito de ficar furioso. Mas Chris não ficou. Mostrou grandeza”, disse, referindo-se às provocações de Anderson Silva na disputa do cinturão dos médios.

A entrevista exclusiva com Weidman foi gravada no quintal de sua casa – que também ficou quase totalmente coberta pela enchente -, reformada depois do furacão Sandy.

http://videos.abril.com.br/veja/id/b573dd1d33029ac9102794f094e62c36

Luta de psicólogos

ken block

http://videos.abril.com.br/veja/id/3169a64dd872245fabf1b17f46d7f59c

Bandeira americana antes da luta

ken block

http://videos.abril.com.br/veja/id/e139ffadbbcdc3236e3d26e6b45c4873

Preparação psicológica

ken block

http://videos.abril.com.br/veja/id/b51cad568f38a5ff67114fdc2c298419

Recusa de ajuda depois do furacão Sandy

ken block

http://videos.abril.com.br/veja/id/f984e236f43bfc67fea65ddedc50a284

Revanche

ken block

http://videos.abril.com.br/veja/id/9541bd43d0769eef22c10cd592b5bebc

Rotina de treinamento

ken block

http://videos.abril.com.br/veja/id/39cca2f66316db22aee4d6e1e4d81302

Na academia de Renzo Gracie

ken block

http://videos.abril.com.br/veja/id/16491881e39b23a1d4031cdd016a30bf

Fama nos EUA

ken block

http://videos.abril.com.br/veja/id/9d843f5acd93024c289ae9dbf9afbbb9

Fãs brasileiros

ken block