Clique e assine a partir de 9,90/mês

Chicago é favorita, seguida de perto pelo Rio

Por Da Redação - 1 out 2009, 16h16

A campanha para a escolha da cidade-sede das Olimpíadas de 2016 está cada vez mais acirrada. Nas bolsas de aposta, Chicago aparece em primeiro lugar, mas seguida de perto pelo Rio. O lobby dos representantes das candidatas, que incluem ainda Madri e Tóquio, ficou ainda mais forte nesta quinta-feira, dia que antecede o anúncio oficial da cidade escolhida.

Segundo os bookmakers britânicos, Chicago começou a despontar como favorita nas últimas horas, mas sem alcançar uma diferença razoável das demais cidades, sobretudo o Rio. “Não podemos nos esquecer de que, na última vez, Paris era a favorita para sediar as Olimpíadas de 2012, mas Londres acabou escolhida”, disse Graham Sharp, porta-voz da casa de apostas William Hill. “O favorito nem sempre ganha”, completou.

O presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, o rei da Espanha, Juan Carlos, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, entre outras autoridades dos países envolvidos na disputa pelos Jogos, estão em Copenhague para a eleição da cidade que irá sediar o evento.

Na sexta-feira, os membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) se reunião para uma votação secreta que levará 30 minutos. Então, as cidades com menos votos serão eliminadas uma a uma, até que reste a campeã.

Continua após a publicidade

O lobby dos representantes está cada vez mais forte. Nesta quinta, Lula aproveitou para imitar o slogan de Obama e, ao ser questionado sobre a capacidade do Rio para sediar os Jogos, insistiu: “Sim, nós podemos (yes, we can)”.

Publicidade