Clique e assine com até 92% de desconto

Chelsea goleia e vai à final da Copa da Inglaterra

Por Da Redação 15 abr 2012, 16h16

Por AE

Londres – O Chelsea não tomou conhecimento do Tottenham, goleou por 5 a 1, neste domingo, em Wembley, e avançou para a decisão da Copa da Inglaterra. Com grande atuação no segundo tempo, no qual marcou quatro dos cinco gols, a equipe do técnico Roberto Di Matteo atropelou o rival londrino e agora enfrentará o Liverpool na final.

A vitória comprova o bom momento vivido pelo Chelsea desde a saída de André Villas-Boas. Após uma sequência de maus resultados, o português foi demitido no início de março. Desde então, sob o comando de Di Matteo, o time melhorou no Campeonato Inglês, chegou às semifinais da Liga dos Campeões da Europa, na qual enfrentará o Barcelona, e agora vai à decisão da Copa da Inglaterra.

Antes da partida deste domingo, houve uma homenagem às vítimas da tragédia de Hillsborough. Há exatos 23 anos, no dia 15 de abril de 1989, 96 torcedores do Liverpool morreram esmagados contra as grades do estádio do Sheffield Wednesday durante uma partida contra o Nottingham Forest, justamente pelas semifinais da Copa da Inglaterra. Além do um minuto de silêncio em Wembley, vários torcedores compareceram a Anfield Road, estádio do Liverpool, para também prestarem suas homenagens.

O JOGO – Apesar da larga vantagem obtida, o Chelsea não teve facilidade no início de partida e viu o Tottenham acertar a trave com Adebayor. Aos 42 minutos, no entanto, Drogba abriu o placar com um belo gol. Ele recebeu de costas para o gol, girou para o pé esquerdo e chutou forte, de fora da área.

Logo no início do segundo tempo, Mata aumentou a vantagem em um lance muito polêmico. Após cruzamento na área, o goleiro Cudicini dividiu com o ataque do Chelsea e a bola sobrou para Mata, que bateu de primeira. A bola tocou na zaga, e saiu. O juiz entendeu que ela havia passado a linha e assinalou o gol, para revolta dos jogadores do Tottenham, que reclamaram muito.

A reação da equipe de Harry Redknapp veio sete minutos depois, com Gareth Bale, que aproveitou sobra de bola de Adebayor, mas, parou por aí, já que Ramires recolocou o Chelsea com dois gols de vantagem, aos 31 minutos. Com a partida praticamente resolvida, Lampard e Malouda ainda deixaram suas marcas e selaram o 5 a 1.

Continua após a publicidade
Publicidade