Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chelsea enfrenta o Valencia para salvar o primeiro semestre

Passando por um processo de renovação, o Chelsea começou a temporada com novos nomes e um jovem treinador. Próximo ao fim do primeiro semestre, a atuação do português André Villas-Boas no banco de reservas vem sendo bastante contestada e, para salvar a primeira parte do seu trabalho, precisa ganhar do Valencia, em Stamford Bridge, nesta terça-feira, pela última rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa.

Credenciado pelo ótimo trabalho no Porto e pelos títulos do Campeonato Português, da Liga Europa e da Taça de Portugal, Villas-Boas vem tentando mesclar jogadores mais experientes, como Didier Drogba e Frank Lampard, com jovens, como Juan Mata e David Luiz. Por enquanto, os resultados estão abaixo do esperado.

No Campeonato Inglês, está em quarto lugar com apenas 28 pontos, dez abaixo do líder Manchester City. Na Champions League, ocupa o segundo lugar com oito pontos do Grupo E, empatado com o Valencia, mas com vantagem no confronto direto. O líder é o Bayer Leverkusen, com nove.

O técnico do Valencia, Unai Emery, relacionou 21 jogadores para a partida, mas deixou Miguel Brito e Ricardo Costa de fora. Sergio Canales e Hedwiges Maduro estão machucados. Por outro lado, o zagueiro Victor Ruiz volta à equipe.

Em situação mais cômoda, o Bayer Leverkusen recebe o lanterna Genk. Um empate basta para o time garantir a classificação. Se perder e Chelsea e Valência empatarem, cai para a terceira posição, pois haveria uma igualdade tripla, e os alemães perdem no confronto direto. Uma vitória assegura o primeiro lugar do grupo.