Clique e assine a partir de 8,90/mês

Cheios de desfalques, Inter e Santos ficam no 0 a 0

Por Da Redação - 15 jul 2012, 18h04

Por Gabriel Melloni

Porto Alegre – Em uma partida marcada pelos desfalques de ambos os lados, Internacional e Santos não saíram do empate por 0 a 0 na tarde deste domingo, no Beira-Rio, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. Pior para o time da casa, que ficou com um jogador a mais durante quase todo o segundo tempo – após a expulsão de Juan – e não conseguiu traduzir a vantagem em gols.

Por sua vez, o Santos segue sem vencer fora de casa na competição e é apenas o 13.º colocado na tabela, com nove pontos. Na próxima rodada, o adversário dos comandados de Muricy Ramalho será o Botafogo, nesta quarta-feira, às 19h30, na Vila Belmiro. Já o Inter chegou aos 16 pontos, na quinta colocação, e enfrentará Atlético-MG, também na quarta, às 21h50, no Independência.

O confronto deste domingo foi fraco tecnicamente, muito em função dos desfalques dos principais jogadores de ambos os lados. Oscar e Leandro Damião, pelo time da casa, Rafael, Paulo Henrique Ganso e Neymar, pelos visitantes, não atuaram por estarem com a seleção olímpica brasileira. D’Alessandro, suspenso, também ficou de fora.

Com isso, as duas equipes foram bastante modificadas. Pelo Inter, os jovens Mike e Lucas Lima foram titulares, como Jajá, que atuou no lugar de Leandro Damião e fez com que Dorival Júnior mudasse o esquema do 4-4-2 para o 4-5-1. Do outro lado, Dimba formou a dupla de ataque com Miralles, contratado no início da semana, que fez sua estreia pelo Santos.

O jogo começou bastante truncado. Os times sentiam bastante seus desfalques e a marcação no meio de campo predominava. O primeiro bom momento aconteceu aos nove minutos, quando Dagoberto recebeu pela esquerda, cortou para o meio e tocou para Mike. O meia bateu de primeira e Aranha impediu o gol.

Com mais posse de bola, o Inter era dono do jogo, apesar de não levar perigo ao adversário. O time da casa só chegou novamente ao ataque aos 22 minutos. Em contra-ataque, Jajá recebeu pela direita, tirou Aranha, mas perdeu o ângulo. O meia ainda tentou achar Mike dentro da área, mas a zaga tirou.

Se os anfitriões não iam para cima, o Santos começou a ganhar espaço e equilibrou as ações. No entanto, a partida continuou morna, com muitos erros de passe e poucas chances de gol de ambos os lados.

Logo na volta para o segundo tempo, o Santos perdeu Juan. O árbitro Wagner do Nascimento Magalhães apitou falta duvidosa do lateral em Lucas Lima e, depois de muita demora, decidiu mostrar o segundo cartão amarelo e, consequentemente, o vermelho para o jogador.

Mesmo com um jogador a mais, o Internacional não conseguia se impor. Pelo contrário, o Santos se fechou na defesa, com a entrada de Gerson Magrão no lugar de Dimba, e aproveitava os contra-ataques, nos quais era mais perigoso do que o time da casa.

Em uma dessas jogadas, o Santos quase abriu o placar. Aos 19 minutos do segundo tempo, Miralles recebeu, ganhou na corrida de Índio e tocou fraco. A bola rolava em direção ao gol, enquanto Bolívar e Felipe Anderson disputavam na corrida. O zagueiro do Inter levou a melhor e conseguiu evitar o gol do adversário.

Continua após a publicidade

Três minutos depois, o time visitante teve outra grande oportunidade. Depois de falta batida da direita por Felipe Anderson, Henrique cabeceou sozinho, na linha da pequena área, mas em cima de Muriel, que fez a defesa.

Na primeira boa chance criada pelo Internacional no segundo tempo, quase saiu o gol. João Paulo fez boa jogada pela esquerda e cruzou no pé de Otávio. O jogador, que havia acabado de entrar, bateu de primeira, à esquerda de Aranha. No lance seguinte, o goleiro impediu o gol de Guiñazu, após chute de fora da área.

As oportunidades empolgaram os donos da casa, que partiram para cima e, pela primeira vez, conseguiam impor a vantagem de ter um homem a mais em campo. No entanto, a equipe falhava no último passe. Insatisfeitos com o empate, os torcedores gaúchos vaiaram os jogadores após o apito final.

FICHA TÉCNICA:

INTERNACIONAL 0 X 0 SANTOS

INTERNACIONAL – Muriel; Nei, Índio, Bolívar e Fabrício; Elton (João Paulo), Guiñazu, Lucas Lima, Mike (Otávio) e Jajá (Maurides); Dagoberto. Técnico – Dorival Júnior.

SANTOS – Aranha; Bruno Peres, Bruno Rodrigo, Durval e Juan; Adriano, Henrique, Arouca e Felipe Anderson; Dimba (Gerson Magrão) e Miralles (João Pedro). Técnico – Muricy Ramalho.

ÁRBITRO – Wagner do Nascimento Magalhães (RJ).

CARTÕES AMARELOS – Juan, Guiñazu, Dagoberto, Fabrício, Nei, Gerson Magrão, Bolívar, João Pedro, Aranha.

CARTÃO VERMELHO – Juan.

RENDA E PÚBLICO – não disponíveis.

LOCAL – Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

Continua após a publicidade
Publicidade