Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chateado por possível mudança em luta, Anderson Silva ‘fecha guarda’

A aguardada luta entre Anderson Silva e o norte-americano Chael Sonnen, principal atração do UFC 147, marcado para 23 de junho, pode mudar de local. A possibilidade de transferência do Engenhão para Las Vegas deixou o brasileiro chateado e o fez ficar calado.

No início da tarde desta quinta-feira, Anderson Silva marcou presença na apresentação da primeira equipe de MMA (Mixed Martial Arts) do Corinthians, na academia que tem em parceria com o clube, no Parque São Jorge. O primeiro treino aberto do campeão dos médios em território corintiano seria seguido por uma entrevista, mas o imbróglio sobre o local da luta com seu principal adversário mudou os planos.

Derrotado por Silva em 2010, Sonnen não se cansa de provocar o concorrente – ele até passou a se declarar torcedor do Palmeiras para apimentar a rivalidade com o brasileiro, que prefere o Timão. O norte-americano ganhou o direito de uma ‘revanche’ ao derrotar o britânico Michael Bisping, em janeiro. Mas Anderson Silva aceitou o desafio sob a condição de lutar no Brasil, o que parece cada vez mais improvável.

Como o Rio de Janeiro sediará o Rio+20, conferência ambiental da ONU (Organização das Nações Unidas), nos dois dias anteriores ao evento, há escassez de vagas nos hotéis da cidade. A mudança de data atrapalharia o calendário do futebol no Engenhão e também não é vista com bons olhos pela organização do UFC.

A solução mais viável é transferir o esperado duelo para o UFC 148, em Las Vegas, no dia 7 de julho. Caso a troca se concretize, a edição 147 ficará esvaziada e deve ocorrer em um local menor.

A decisão será anunciada nos próximos dias, provavelmente até o fim desta semana. Anderson Silva promete se pronunciar via Twitter assim que houver qualquer definição.

* especial para a GE.Net