Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Charles considera que diálogo foi fundamental para mudança do Cruzeiro

Por Da Redação - 6 out 2011, 13h49

O volante Charles, que marcou um dos gols cruzeirenses no empate com o São Paulo por 3 a 3, não deixou de enaltecer a entrega e força dos jogadores celestes na noite desta quarta, quando estiveram atrás do placar por duas vezes no duelo com o time do Morumbi. De acordo com o meio-campista, houve muita conversa entre o elenco e comissão técnica nos dias que antecederam o duelo com o time paulista, e apontou isso como fator decisivo para a mudança de postura do time.

‘Acho que foi a conversa. Conversamos muito na Toca nesses dias, que não podemos vacilar em casa, que a torcida estava vaiando com razão, porque não via um time aguerrido dentro de campo. A gente conversou muito. Era o que faltava. O time está de parabéns, porque foi aguerrido. Vamos trabalhar e pensar no Bahia. O Bahia esta perto da gente. Vai ser difícil, lá é sempre complicado’, disse.

Questionado se fora de casa, o Cruzeiro também terá essa postura aguerrida, Charles disse que essa mudança tem que ser mantida daqui para frente, até o final do Campeonato Brasileiro, e que na semana que vem, contra o Bahia, em Salvador, a Raposa vai ter que atuar da mesma forma, para tentar buscar a vitória.

‘Não é só dentro de casa que a gente tem que mudar de atitude, fora também. Não podemos vacilar neste momento, nem escolher adversário e lugar para jogar. Apagar o que ficou para trás e servir de exemplo esse jogo contra o São Paulo. Daqui para frente o Cruzeiro será assim’, afirmou.

Publicidade