Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Chapecoense contrata técnico Vagner Mancini

O técnico paulista de 50 anos substituirá o ex-comandante da Chapecoense, Caio Júnior, falecido no acidente aéreo

Por Da redação Atualizado em 9 dez 2016, 14h03 - Publicado em 9 dez 2016, 13h42

A diretoria da Chapecoense, clube devastado pela tragédia aérea que vitimou quase toda delegação no dia 29 de novembro, acertou nesta sexta-feira a contratação do técnico Vagner Mancini, que terá a grande responsabilidade e o desafio de remontar a equipe catarinense para a temporada de 2017 após o trágico acontecimento que deixou 71 mortos e apenas seis sobreviventes, entre eles três jogadores, o goleiro Jackson Follmann, o lateral Alan Ruschel e o zagueiro Hélio Neto.

O acordo foi finalizado após uma reunião com dirigentes na casa de Plínio David Filho, presidente do Conselho Deliberativo do clube. Ainda não existe uma data definida para a apresentação oficial, e as bases do contrato não foram divulgadas.

O técnico paulista de 50 anos substituirá o ex-comandante da Chapecoense, Caio Júnior, falecido no acidente aéreo e que vinha fazendo ótima campanha no Brasileirão e na Copa Sul-Americana, torneio intercontinental que o time catarinense acabou sendo declarado campeão, mesmo sem jogar a final, por causa de um pedido do Atlético Nacional, da Colômbia, à Conmebol para conceder o título à Chapecoense como símbolo de respeito às vítimas do desastre.

O último trabalho de Vagner Mancini como treinador foi no Vitória, onde foi demitido em setembro após derrota para o Flamengo no Campeonato Brasileiro. No time da capital baiana angariou 33 vitórias, 19 empates e 24 derrotas. Levir Culpi chegou a se oferecer gratuitamente para o cargo, em comunicado nas redes sociais,  mas a Chapecoense não acertou com o paranaense.

  • Tendo outra passagem pelo Vitória em 2008, Mancini ainda passou pelo Paulista – time do interior de São Paulo onde foi campeão da Copa do Brasil em 2005 – e outros clubes como Grêmio, Santos, Vasco, Ceará, Cruzeiro, Atlético Paranaense e Botafogo.

    (Com Estadão Conteúdo)

    Continua após a publicidade
    Publicidade