Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Chama olímpica para Londres é acesa na Grécia

Por Da Redação 10 Maio 2012, 09h11

Por AE-AP

Olímpia – A chama que arderá durante a Olimpíada de Londres foi acesa nesta quinta-feira no berço dos Jogos, em Olímpia, na Grécia, em evento que marca o início do revezamento da tocha, que culminará com a realização da cerimônia de abertura no dia 27 de julho. A atriz Ino Menegaki, vestida como uma sacerdotisa, foi a responsável por acender a pira olímpica no Templo de Hera. Depois de uma invocação a Apolo, o antigo Deus Sol grego, ela usou um espelho côncavo para concentrar os raios do sol e acender a tocha.

A tocha triangular foi projetada para destacar o fato de que Londres vai sediar os Jogos Olímpicos pela terceira vez. A cidade também foi palco da Olimpíada em 1908 e 1948. Como o dia estava ensolarado, não houve necessidade de utilizar a chama que foi acesa durante o ensaio final, realizado na quarta, durante o evento desta quinta-feira.

Após a cerimônia, a sacerdotisa entregou a chama ao nadador grego Gianniotis Spyros, dono de uma medalha olímpica de prata. O atleta grego, de 32 anos, foi a primeira de 490 pessoas que vão carregar a pira olímpica em um revezamento de 2,9 mil quilômetros em solo grego, antes dela ser entregue aos organizadores da Olimpíada de Londres em 17 de maio, em Atenas.

Gianniotis, em seguida, entregou a tocha para Alex Loukos, de 19 anos, nascido no bairro de Newham, onde fica localizado o Parque Olímpico. Os últimos a carregarem a tocha na Grécia serão o ex-levantador de peso Pyrros Dimas, três vezes medalhista de ouro, e a ex-ginasta Li Ning.

Da Grécia, a chama vai viajar para a Grã-Bretanha para uma revezamento de 70 dias, que cobrirá mais de 12,8 mil quilômetros no Reino Unido. Ao contrário das duas edições anteriores dos Jogos Olímpicos, quando o revezamento passou pelo mundo, ele irá deixar o Reino Unido apenas uma vez para passar pela Irlanda em 6 de junho. O revezamento vai acabar no Estádio Olímpico durante a cerimônia de abertura com o acendimento da pira olímpica. Os Jogos vão terminar no dia 12 de agosto.

“Em 1948, logo após a Segunda Guerra Mundial, o meu antecessor estava onde estou hoje e deu os primeiros passos para transformar o mundo da guerra para o esporte”, disse Sebastian Coe, presidente Comitê Organizador da Olimpíada de Londres. “Nós achamos que estamos mais uma vez em tempos desafiantes e mais uma vez o esporte pode ligar o mundo em uma celebração global de realização e de inspiração”.

A cerimônia também foi acompanhada por Jacques Rogge, presidente do Comitê Olímpico Internacional. “Com esta cerimônia, começamos a contagem regressiva final para um sonho que ganhou vida há sete anos em Cingapura”, disse, referindo-se à cidade onde Londres bateu Paris, Madrid, Nova York e Moscou em 2005 e foi escolhida sede da Olimpíada. “Londres está pronta para receber o mundo pela terceira vez”.

Continua após a publicidade
Publicidade