Clique e assine com 88% de desconto

Cestinha, LeBron James destaca chance de jogar diante de Obama

Por Da Redação - 17 jul 2012, 12h58

Principal jogador dos Estados Unidos na vitória por 80 a 69 sobre o Brasil, nesta segunda-feira, LeBron James destacou a presença do presidente norte-americano, Barack Obama, nas arquibancadas do ginásio Verizon Center, em Washington. Após marcar 30 pontos e ser o cestinha no embate com a equipe comanda por Rúben Magnano, o jogador do Miami Heat afirmou que não podia imaginar que jogaria em frente ao mandatário da Casa Branca.

‘Sonhamos em jogar na NBA e marcar uma cesta quando tocar a campainha, mas não sonhamos em jogar para o presidente dos Estados Unidos, pois isso é considerado impossível’, afirmou LeBron, que conquistou seu primeiro anel de campeão da competição mais importante do basquete norte-americano nesta temporada.

Além de LeBron James, quem também destacou a importância do confronto com a Seleção Brasileira foi o técnico Mike Krzyzewski. Atuando em boa parte do jogo sem um pivô de origem, o treinador elogiou o desempenho de Carmelo Anthony e Kevin Durant, que mediram forças com Tiago Splitter e Anderson Varejão durante o confronto na capital dos Estados Unidos.

‘Os brasileiros fizeram um grande trabalho. Brigaram e fizeram nos esforçarmos muito com seus pivôs. Durant e Carmelo tiveram que jogar com eles e isso desgasta muito mais. Eles demonstraram que podem fazer esta função’, analisou o Coach K.

Publicidade

Já o único pivô de origem do time norte-americano, Tyson Chandler, afirmou que a partida contra o Brasil já era esperada pelos atletas comandados por Krzyzewski. Animado com a atuação dos Estados Unidos, o atleta do New York Knicks destacou a qualidade da equipe treinada por Rúben Magnano.

‘Era algo que esperávamos desde que chegamos aqui, desde que começamos a preparação. Não acho que estamos mal por causa da falta de pivôs. Foi nossa primeira prova real, eles nos mostraram diferentes formas de atacar e nos ajustamos bem’, explicou.

O armador Chris Paul, que estava presente no grupo que conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, ressaltou que considera fundamental o desempenho defensivo para alcançar o lugar mais alto do pódio na Olimpíada de Londres, que será realizada entre o próximo dia 27 de julho e 12 de agosto.

‘Precisamos seguir com esta intensidade defensiva tão alta e forte. Esse é o caminho para conseguirmos vitórias. Temos alguns dos melhores arremessadores do mundo e, se continuarmos forte defensivamente, com certeza causaremos muitos problemas ao resto dos rivais’, encerrou o camisa três do Los Angeles Clippers.

Publicidade