Clique e assine a partir de 9,90/mês

Cesar Cielo conquista tricampeonato mundial nos 50m livre

Feito do nadador brasileiro, que realizou uma cirurgia nos joelhos há dez meses, é inédito

Por Da Redação - 3 ago 2013, 13h17

O brasileiro César Cielo conquistou, neste sábado, seu terceiro título mundial na prova dos 50 metros nado livre, em Barcelona. O brasileiro ternimou a prova com 21s32. O francês Florent Manaudou, que venceu Cielo na mesma prova na Olimpíada de Londres, ficou apenas no quinto lugar. O brasileiro entra para a história da natação como o primeiro atleta a conseguir o tricampeonato mundial nos 50 metros livres.

Leia também:

Cielo fatura ouro nos 50m borboleta e é bi mundial Brasil surpreende e termina em 1º nas maratonas aquáticas Brasil fatura 5ª medalha de maratona aquática no Mundial Com ouro e prata, Brasil faz história na maratona aquática

Com a conquista em Barcelona, Cesar Cielo entra para a história dos Mundiais como o primeiro homem a conquistar o tricampeonato nos 50m na competição. Antes, ele já havia subido ao lugar mais alto do pódio em Roma-2009 e Xangai-2011.

Continua após a publicidade

Medalhista de bronze na prova dos 50 metros livre na Olimpíada de Londres no ano passado, Cielo passou por cirurgia nos joelhos, e agora retomou a hegemonia da prova em que também foi campeão olímpico em 2008, nos Jogos de Pequim. Agora, soma três títulos mundiais nos 50 metros livre. Cielo chegou para competir em Barcelona com quatro medalhas de ouro conquistadas em edições do Mundial. Em 2009, o brasileiro foi campeão nos 50 metros livre e nos 100 metros livre. Há dois anos, em Xangai, o Cielo foi campeão do 50 metros livre e também dos 50 metros borboleta, feito repetido agora em Barcelona.

Para esta final, Cielo se classificou para a final da prova com o terceiro melhor tempo – 21s60. Na disputa de medalha, porém, o brasileiro conseguiu melhorar o seu desempenho. Ele fez disputa acirrada com o russo Morozov.

A medalha é a segunda conquistada por Cielo neste Mundial, pois ele também faturou o ouro na prova dos 50 metros borboleta. Além disso, o Brasil já havia conquistado outras seis medalhas no Mundial de Barcelona. O País também tinha garantido outro ouro (Poliana Okimoto, nos 10km da maratona aquática), duas pratas(Poliana, nos 5km da maratona, e Ana Marcela Cunha, nos 10km da maratona), e quatro bronzes (Ana Marcela, nos 5km da maratona, nos 5km da maratona por equipe, Felipe Lima, nos 100m peito, e Thiago Pereira, nos 200m medley).

‘Sem palavras’ – Em entrevista ao canal SporTV pouco após a prova, Cielo afirmou que não tinha palavras para descrever seu feito. ara ser sincero, não pensei que tinha ganho a prova. Não sabia o tempo que tinha feito. Graças a Deus, foi a melhor prova da série inteira”, afirmou. “São essas provas que você consegue focar em você mesmo que são as melhores. Às vezes, você fica tão preocupado com os adversários que acaba atrapalhando. Estou sem palavras mesmo. Estou muito feliz”

Continua após a publicidade

Agora, voltando a dominar mundialmente a prova dos 50 metros livre, Cielo já começa a projetar a Olimpíada do Rio daqui a três anos. “Se Deus quiser, vamos ganhar também em 2016”, disse o supercampeão, que também é o recordista mundial da distância (com 20s91). “Vou ter que treinar agora três vezes mais, porque sei que os caras vão querer me matar agora.”

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade