Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Ceni agradece e pede à torcida que valorize volume e chances criadas

<p>A torcida pediu ‘raça’, vaiou intensamente Willian José, gritou ‘Luis Fabiano’ quando os atacantes perderam gols feitos. Mas Rogério Ceni terminou a vitória por 1 a 0 sobre o Sport agradecendo aos mais de 22 mil são-paulinos presente no Morumbi, pedindo que valorizem um resultado sem gols sofridos e com pressão sobre o rival no […]</p>

Por Da Redação Atualizado em 11 jan 2022, 22h44 - Publicado em 5 ago 2012, 21h58

A torcida pediu ‘raça’, vaiou intensamente Willian José, gritou ‘Luis Fabiano’ quando os atacantes perderam gols feitos. Mas Rogério Ceni terminou a vitória por 1 a 0 sobre o Sport agradecendo aos mais de 22 mil são-paulinos presente no Morumbi, pedindo que valorizem um resultado sem gols sofridos e com pressão sobre o rival no segundo tempo.

‘O jogo foi 1 a 0, um resultado magro, mas com placar zerado. E não podem reclamar do volume de jogo e das oportunidades criadas. Não tivemos a calma necessária para finalizar, mas o time foi aguerrido’, enalteceu o capitão.

O que mais alegrou o goleiro foi a boa presença da torcida, como em seu primeiro jogo do ano, no domingo passado, em goleada sobre o Flamengo. ‘O torcedor apoiou até o final, não podemos reclamar. Primeiro porque vieram, foram mais de 20 mil. A nossa média de público vai aumentando’, celebrou.

Para configurar o agradecimento, o camisa 01 saiu de seu gol e convocou até quem estava no banco de reservas para ir ao meio-campo e todos juntos erguerem os braços em direção às arquibancadas. Os três pontos deste fim de semana deixaram a equipe ainda mais próxima à faixa da tabela do Brasileiro que dá vaga na Libertadores do ano que vem.

Tudo apesar de um ‘vilão’: Magrão, responsável por uma sequência de milagres até o gol de Ademilson aos 33 minutos do segundo tempo. ‘Falei para ele: ‘pô, Magrão, você pegou cinco, seis bolas boas’. Graças a ele, só abrimos o marcador na parte final do jogo’, enalte

Mas, no fim, a festa foi tricolor, apesar das cobranças da torcida. ‘É normal. A torcida quer sempre espetáculo e o nervosismo, às vezes, toma conta. Mas estamos acostumados e conseguimos a vitória. Nosso objetivo está cumprido’, aliviou-se Jadson.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade