Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ceni acha improvável, mas não impossível voltar na Copa do Brasil

Rogério Ceni concluiu nesta sexta-feira sua segunda semana de treinos mais intensos, exigindo maior amplitude do ombro direito operado em janeiro. O objetivo do goleiro é estar à disposição para as finais da Copa do Brasil, em 4 e 11 de julho, caso o São Paulo elimine o Coritiba. Meta que o jogador considera difícil, mas não descartável.

‘Não digo que seja impossível, mas é improvável, no momento, ficar pronto para jogar até 4 de julho, quando vai acontecer o primeiro jogo da final’, disse o ídolo da torcida ao programa ‘TV Soberano’, no ‘Bandsports’. Ter 39 anos, contudo, não é um obstáculo para o camisa 01.

‘A lesão é a mesma para quem tem 19,20, 30, 40 anos. Sempre tive uma recuperação muito boa. Encurtei bastante o tempo de recuperação de uma cirurgia no tornozelo (esquerdo, em 2009). Isso varia de pessoa para pessoa’, argumentou o veterano, que tem contrato com o Tricolor até dezembro deste ano.

A possibilidade de o capitão estar de volta na decisão de um título inédito mexeu com o grupo. Enquanto alguns atletas diziam torcer por ele, o técnico Emerson Leão adotou cautela, pedindo para que o processo de recuperação ‘não fosse atropelado’, e Denis pediu para ser escalado caso a equipe supere o Coritiba nas semifinais, já que tem atuado durante todo o campeonato.

Rogério Ceni passou por cirurgia no fim de janeiro e a estimativa inicial era de que só tivesse condições para retornar entre o fim de julho e o início de agosto. O empenho do jogador, entretanto, possibilitou novas datas de volta admitidas até pelos médicos.

Neste momento, apesar de exercícios intensos e exigentes, a dor quase não tem aparecido. ‘A dor só aparece em movimentos mais bruscos ou numa extensão maior do braço’, relatou o goleiro. Não foi nada demais. Tinha que completar o exercício com 45 minutos de corrida e aqui no CT é confortável. Depois, jogo com chuva. Então não tem nada demais