Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Ceará vence o Grêmio no RS e ganha fôlego contra degola

Por Da Redação 19 nov 2011, 19h58

O Ceará continua na zona do rebaixamento, mas ganhou fôlego para tentar garantir a permanência na Série A ao vencer o Grêmio por 3 a 1 em pleno Olímpico, neste sábado. Os três gols do triunfo alvinegro foram marcados pelo meia Felipe Azevedo. Douglas descontou. Miralles ainda perdeu um pênalti para os tricolores no último lance.

Tabela: confira a classificação do Campeonato Brasileiro

O resultado coloca o Vozão na 17colocação, com os mesmos 38 pontos do Cruzeiro (16 ) e um a mais que o Atlético-PR (18 ). Mineiros e paranaenses, por sinal, se enfrentam neste domingo, em Minas.

Os dois últimos rivais do Ceará serão Cruzeiro (em casa, domingo que vem) e Bahia (como visitante, uma semana depois). Já o Grêmio, que segue em 11lugar com 47 pontos, encerra sua participação discreta no Brasileirão contra Atlético-GO (em casa) e Inter (fora).O jogo – Sem pretensões no torneio, o Grêmio começou o jogo em marcha lenta. O Ceará tentava impor ritmo mais forte quando tinha a posse de bola, mas era prejudicado pela postura gaúcha e tinha dificuldades para criar chances.

A partida era morna e truncada no meio-campo até os 29 minutos do primeiro tempo, quando Osvaldo arrancou em velocidade e encontrou Felipe Azevedo, que só precisou deslocar o goleiro Victor para abrir a contagem.

Continua após a publicidade

A reação do Grêmio foi rápida. Aos 37, Douglas arrancou pela meia esquerda, tabelou com André Lima e tocou na saída de Fernando Henrique para deixar tudo igual e animar a torcida no Olímpico.

No segundo tempo, porém, o Vozão fez jus à necessidade de vencer, foi ao ataque, finalizou mais, teve mais posse de bola e praticamente não deu chances aos mandantes, donos de postura apática.

Mas os nordestinos teriam mais dificuldades se Rafael Marques não derrubasse Felipe Azevedo na área logo aos dois minutos de bola rolando na etapa final. Na cobrança, o meia recolocou o Ceará em vantagem e praticamente acabou com o ânimo gremista.

Prova disso é que, aos 12, a defesa gaúcha teve várias oportunidades de interromper uma arrancada de Felipe Azevedo, mas a raça do atleta alvinegro fez com que, após várias rebatidas, ele ficasse cara a cara com Victor, que defendeu o primeiro chute mas não conseguiu conter a meia-bicicleta desajeitada no rebote: 3 a 1.

O desânimo dos atletas gremistas se refletiu nas arquibancadas, que, se não estavam lotadas no começo do jogo, ficaram ainda mais vazias com a proximidade do final. Os resignados gremistas que foram embora torcendo para que 2012 chegue logo não viram a hora que Eusébio colocou a mão na bola dentro da área, cometendo pênalti que Miralles chutou na trave, já aos 48 minutos.

Continua após a publicidade

Publicidade