Clique e assine com até 92% de desconto

Ceará leva gol no fim e só empata com o Atlético-GO

Por Da Redação 11 set 2011, 18h12

Por Carmen Pompeu

Fortaleza – O Ceará teve tudo para vencer o Atlético-GO, na tarde deste domingo, no Presidente Vargas. Ficou na frente do placar até os 42 minutos do segundo tempo, mas permitiu o empate e teve que se contentar com o 1 a 1 frente à sua torcida, pela 23.ª rodada do Campeonato Brasileiro. No final o time da casa saiu vaiado e a torcida pediu a saída do treinador Vagner Mancini.

Com o resultado, o Ceará segue atrás do Atlético-GO na classificação. Tem 27 pontos, por enquanto na 15.ª posição, enquanto os goianos, com 30, estão em 11.º

Egídio foi o homem do jogo no primeiro tempo. Fez o gol e ainda serviu de garçom para várias jogadas de gol para Osvaldo, Washington e Thiago Humberto.

O Ceará pressionou o Atlético desde o começo. Foi perdendo uma sequência de chances até que Egídio, ao cruzar dando uma cavadinha, encobriu o goleiro Márcio e fez 1 a 0, aos 37 minutos. O Atlético jogou muito recuado, irritando o treinador Hélio dos Anjos. O time goianiense saiu em raros contra-ataques e pouco assustou o goleiro Fernando Henrique, que voltou a ser titular após dois meses de inatividade.

Para o segundo tempo, Hélio dos Anjos sacou Gilson e Pituca para entradas de Paulo Henrique e Gerson. O Atlético saiu em busca do empate. A partir daí, o grande nome do jogo passou a ser o goleiro Fernando Henrique.

Somente aos 10 minutos foi que o Ceará começou a equilibrar a partida. Aos 18, Gerson obrigou Fernando Henrique a fazer grande defesa. O Ceará foi penalizado aos 42 minutos, quando, após cobrança de falta, Felipe pegou o rebote da zaga e empatou. O time cearense ainda tentou a vitória nos acréscimos, mas esbarrou em Márcio.

Pela 24ª rodada, o Ceará enfrenta o São Paulo, no próximo sábado, às 18 horas, no Morumbi. Já o Atlético recebe, no mesmo horário, o Atlético Mineiro, no Serra Dourada.

Continua após a publicidade

FICHA TÉCNICA

Ceará 1 x 1 Atlético-GO

Ceará – Fernando Henrique; João Marcos, Edmilson, Thiago Matias e Egidio; Michel, Heleno, Rudnei (Eusébio) e Thiago Humberto (Felipe Azevedo); Washington (Roger) e Osvaldo. Técnico: Vagner Mancini.

Atlético Goianiense – Márcio; Rafael Cruz, Gilson (Paulo Henrique), Leonardo e Ernandes. Agenor, Bida, Pituca (Gerson) e Joilson (Felipe); Anselmo e Juninho. Técnico: Hélio dos Anjos.

Gols – Egídio, aos 37 minutos do primeiro tempo; e Felipe, aos 42 minutos do segundo tempo.

Árbitro – Sandro Meira Ricci (DF).

Cartões amarelos – Roger, Gilson, Paulo Henrique e Rafael Cruz.

Renda e público – Não disponíveis.

Local – Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza.

Continua após a publicidade
Publicidade