Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

CBJ exalta resultados do Brasil no Masters de Judô

Por Da Redação 15 jan 2012, 14h45

Por AE

Almaty – O bom desempenho dos lutadores do Brasil no Masters de Judô, realizado neste fim de semana, em Almaty, no Casaquistão, foi exaltado pela Confederação Brasileira de Judô. Apesar de ainda não ser oficial, a entidade acredita que os medalhistas já estão classificados para a Olimpíada. O dirigente prometeu que os judocas brasileiros vão atingir o auge de desempenho apenas em Londres.

O País conseguiu dois outros, com Rafael Silva (mais de 100kg) e Mayra Aguiar (até 78kg) e quatro bronzes, com Tiago Camilo (até 90kg), Hugo Pessanha (até 90kg), Sarah Menezes (até 48kg) e Rafaela Silva (até 57kg). O resultado deixou o Brasil na segunda colocação no quadro de medalhas, atrás apenas do Japão.

“Estamos trabalhando para fazer um bom resultado na Olimpíada e cada vez confio mais nos nossos atletas e na nossa comissão técnica. O objetivo é chegar no auge em Londres”, disse o coordenador técnico da Confederação Brasileira de Judô, Ney Wilson. “Essas medalhas nos garantem matematicamente em Londres nessas categorias e dão aos atletas uma tranquilidade maior para trabalhar pensando nos Jogos e não na classificação”, completou o coordenador, lembrando que a lista final será fechada apenas no dia 30 de abril, após o Pan-Americano de Montreal.

Vão se classificar para a Olimpíada de Londres os 22 homens e 14 mulheres mais bem classificados no ranking mundial de judô, com, o limite de um atleta por país em cada categoria. O Brasil tem atualmente 22 judocas dentro do critério de classificação para os Jogos de Londres, distribuídos em 13 categorias.

No caso do peso médio, a disputa está cada vez mais acirrada entre Tiago Camilo e Hugo Pessanha, que subiram ao pódio em Almaty. “Essa briga continua. Serão mais duas competições para eles: o Grand Slam de Paris e o Grand Prix de Dusseldorf, em fevereiro. Vai ser o xeque-mate”.”, disse Ney Wilson.

“Cada luta é uma final. Como falta muito pouco para fechar o ranking, qualquer ponto conquistado conta muito”, disse Hugo Pessanha, décimo colocado da lista até a disputa do Masters. “Não tenho pensado muito na minha disputa com o Tiago. A preocupação é sempre fazer uma boa competição e somar pontos no ranking”, completou o judoca, que tenta ultrapassar Tiago Camilo, que estava em quarto lugar na lista até a disputa do Masters.

Continua após a publicidade
Publicidade