Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

CBF perde seu quinto patrocinador

Sul-coreana Samsung anunciou o rompimento de contrato com a entidade

Por da redação 18 nov 2016, 10h17

As investigações que atingem seus ex-presidentes estão custando caro à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), apesar dos bons resultados da seleção de Tite. Desde que o escândalo de corrupção estourou – no dia da prisão de José Maria Marin, em maio de 2015, em Zurique -, a CBF já perdeu cinco patrocinadores. Nesta quinta-feira, foi a vez de a sul-coreana Samsung anunciar o rompimento de contrato.

“A Samsung informa que revisou a sua estratégia de patrocínio e decidiu cancelar a parceria com a Seleção Brasileira de Futebol”, disse a empresa, em nota publicada pelo jornal Meio & Mensagem. 

Em outubro do ano passado, já em meio ao escândalo que chegou a afastar Marco Polo Del Nero do comando da CBF por algumas semanas, a entidade tinha 14 patrocinadores. Esse número caiu para 10 com as saídas da Michelin, Procter & Gamble (Gillette), BRF Brasil (Sadia) e Petrobrás.

O número de patrocinadores voltou a subir com a assinatura de contrato com a Cimed, empresa nacional do ramo farmacêutico, mas agora retorna a 10. Seguem ligadas à CBF as seguintes empresas: Nike, Itaú, Vivo, Ambev (Guaraná Antarctica), General Motors (Chevrolet), Mastercard, GOL, EF Englistown, Cimed e Ultrafarma.

A CBF ainda não se pronunciou sobre o fim do acordo, que foi assinado no segundo semestre de 2013 e teria duração de cinco anos. A marca da Samsung já não aparecia no site da entidade há alguns dias.

(com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)