Clique e assine a partir de 9,90/mês

Casagrande pede cautela a jogadores que apoiam políticos

Comentarista se referiu aos casos de Felipe Melo, do Palmeiras, e Jadson, do Corinthians, que recentemente declararam apoio a Jair Bolsonaro

Por Da redação - 9 maio 2017, 10h33

O ex-jogador e atual comentarista da Rede Globo Walter Casagrande pediu nesta segunda-feira que atletas tenham cuidado ao expor suas preferências por candidatos publicamente. Sem citar nomes, Casagrande se referiu especificamente aos casos de Felipe Melo, do Palmeiras, e Jadson, do Corinthians, que recentemente declararam apoio ao deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) em uma possível candidatura presidencial em 2o18.

Casagrande, um dos líderes da Democracia Corintiana na década de 80 e conhecido por seu ativismo político, disse durante o programa Bem, Amigos!, do SporTV,  que é preciso ter total convicção antes de declarar apoio a um candidato. “Vivemos numa democracia e todos tem direito de dar opinião, só que é preciso saber do que está falando. Pode apoiar qualquer candidato, ser a favor de qualquer político, mas a partir do ponto que você apoia publicamente, tem de saber por que está apoiando. Porque você é um ídolo e influencia um monte de pessoas.”

Em seguida, Casagrande deixou claro sobre a quem se referia. “Aconteceu essa semana, dois jogadores, um do Palmeiras e outro do Corinthians.” No último dia 1º, Dia dos Trabalhadores, Felipe Melo gravou um vídeo no qual declarou sua admiração por Bolsonaro. “Posso falar uma coisinha? Deus abençoe os trabalhadores e pau nos vagabundos. Bolsonaro neles.”

Continua após a publicidade

Dias depois, o meia-campista Jadson também se disse a favor de Bolsonaro, em entrevista ao portal Uol. “O lado da política está sem credibilidade com o povo. Já vi algumas entrevistas do Bolsonaro e me parece ser um cara correto. Se ele se candidatar a presidente, eu votaria nele, porque é um cara que briga pelos valores da família e isso é fundamental.” 

Publicidade