Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Casagrande fala sobre dependência química: ‘Eu gosto de drogas’

Ex-jogador se definiu como "dependente em recuperação" e disse que namoro com Baby do Brasil o ajuda a se manter longe do vício

Antes reservado, Walter Casagrande Júnior vem adotando postura diferente em relação à sua intimidade e seus dramas pessoais. Depois de falar sobre o namoro com Baby do Brasil no Fantástico, o ex-jogador e atual comentarista da Rede Globo esteve nesta sexta-feira no programa Encontro com Fátima Bernardes e falou sobre as dificuldades para se livrar da dependência química. Casagrande disse que o relacionamento o ajuda a se manter longe do vício, mas admitiu “gostar de droga”.

“Ninguém se vicia em coisa ruim. Eu sou um dependente químico, que vivo em recuperação, mas eu me viciei em uma coisa que eu adoro. Eu gosto de drogas. Num determinado período, eu curti com aquilo, eu me diverti, foi legal, só que é um processo que avança, que você perde o controle”, afirmou.

Seu filho Leonardo participou do programa e celebrou ter passado o primeiro Natal com o pai em dez anos. Casagrande relembrou o acidente sofrido em 2007 e o período que passou internado em uma clínica de reabilitação. O ex-jogador admitiu que abusou da cocaína nesta época.

“O dependente químico jamais vai assumir que é dependente, até porque você se envolve com a droga numa força tão grande… Você pensa ‘eu paro quando eu quiser, quem está comandando sou eu’. Na verdade, não é você quem está usando a droga, é a droga que está usando você”, afirmou.  “A sociedade ainda não é muito esclarecida sobre o problema. Ela não sabe o que é dependência química, não tem noção dos danos que ela pode causar.”

Casagrande admitiu lutar diariamente contra a dependência e afirmou que a namorada Baby do Brasil o ajuda a se manter longe do vício. “Tenho segurança ao lado dela, no sentido completo e não só por ela não beber e não usar drogas, mas por sua inteligência. A Baby tem um entendimento da vida muito esclarecido. Ao lado dela, fico mais fortalecido e seguro.”

Casagrande também falou sobre a relação com Sócrates, que sofria de alcoolismo e morreu em 2011. A história da amizade entre os ídolos do Corinthians foi contada em livro:

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. “Eu gosto de drogas”. Casou com uma.

    Curtir

  2. marcio cesar de lima brenneisen

    Nos sabemos disso, Baby.

    Curtir

  3. Quando a Baby teve a primeira filha, ela e o pai da criança deveriam estar com um quilo de pó na cabeça, pois deram a menina o lindo nome de RIROCA. Isso mesmo, Riroca. Felismente quando cresceu a coitadinha conseguiu na Justiça mudar o nome para SARA.

    Curtir

  4. Erro de digitação: Felizmente

    Curtir