Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Cartão de Fabuloso tira 100% da satisfação de Leão com classificação

Por Da Redação 21 abr 2012, 21h56

Ao entrar na sala de entrevistas do estádio do Morumbi após a vitória contra o Bragantino, o técnico Emerson Leão parecia determinado em fugir da tentação de criticar o árbitro Wilson Seneme pelo cartão amarelo mostrado ao atacante Luis Fabiano, que o tira das semifinais do Paulistão-2012. Mas não foi possível esquecer totalmente o assunto.

‘Se eu tiver que lamentar algo, é a ausência do Luis. Fora isso, estou satisfeito’, definiu o comandante, ao ser questionado sobre os sustos sofridos pela equipe no começo do segundo tempo da vitória por 4 a 1, na noite deste sábado.

‘A última vez que estive aqui, eu disse que não era o lugar de reclamar de árbitros, é na Federação. Critérios são critérios, o duro é que o único que decide o critério é o árbitro. Às vezes, o critério pode ser certo, errado, igual ou desigual. Portanto, já conheço faz tempo e não estou me importando com ele (Seneme)’, emendou o ex-goleiro.

Até quinta-feira, Leão poderá usar normalmente Luis Fabiano na preparação do São Paulo para o confronto contra a Ponte Preta, pela Copa do Brasil. Portanto, o substituto do camisa 9 nas semifinais do Paulista deve ficar sob mistério até o próximo final de semana.

Na teoria, Willian José é a opção natural na ausência de Luis Fabiano, como ficou constatado durante todo o Campeonato Paulista. Ainda assim, Leão descarta assegurar a escalação do artilheiro tricolor no Estadual – com dez gols – de forma antecipada.

‘Está aberto, tem muito tempo para pensar. Nós terminamos o jogo faz pouco tempo, prefiro aproveitar o repouso de amanhã a pensar no que faremos depois de amanhã, não temos muitas alternativas, mas vamos pensar naquelas que temos’, disse.

Mesmo com a ausência de Luis Fabiano em boa parte dos jogos de 2012, Leão é sincero ao contabilizar as perdas em função da punição. ‘À medida que você sente o respeito dos torcedores, dos defensores em relação ao goleador, você já avalia o tamanho da perda. Ele estava no vestiário de forma triste porque se sentiu prejudicado. Vamos torcer para que corra bem e possa voltar nos dois jogos da final’, afirmou Leão, esbanjando otimismo no sucesso tricolor na semifinal contra Santos ou Mogi Mirim.

Continua após a publicidade
Publicidade