Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Carrasco do Brasil em 2006, Henry anuncia aposentadoria

Aos 37 anos, atacante francês encerrou a carreira como ídolo histórico do Arsenal e com títulos importantes pelo Barcelona e por sua seleção

O atacante francês Thierry Henry anunciou oficialmente nesta terça-feira a sua aposentadoria do futebol profissional, encerrando uma carreira de duas décadas, aos 37 anos. Campeão do mundo com a seleção francesa em 1998 e autor do gol que eliminou o Brasil da Copa de 2006 nas quartas de final, o agora ex-atleta revelou que irá trabalhar como comentarista esportivo na TV inglesa. Em um comunicado divulgado em sua página no Facebook, Henry disse que sua carreira foi ‘uma viagem incrível’ e agradeceu o apoio de todos os torcedores, jogadores e membros de Monaco, Juventus, Arsenal, Barcelona, New York Red Bull e seleção francesa, as equipes pelas quais atuou. “Tive memórias incríveis (boas, em sua maioria) e uma experiência maravilhosa. Espero que tenham gostado de me assistir tanto quanto eu gostei de jogar. Vejo vocês do outro lado.”, diz um trecho do comunicado.

Gol de Henry que eliminou o Brasil nas quartas de final da Copa de 2006 Gol de Henry que eliminou o Brasil nas quartas de final da Copa de 2006

Gol de Henry que eliminou o Brasil nas quartas de final da Copa de 2006 (/)

Pela seleção francesa, Henry venceu o Mundial de 1998, a Eurocopa de 2000 e a Copa das Confederações de 2003. Ele é também o maior artilheiro da equipe nacional, com 51 gols em 123 partidas. Sua carreira em clubes também foi gloriosa. Revelado pelo Monaco, pelo qual foi campeão francês em 1997, ele teve uma passagem apagada pela Juventus, até se consagrar por Arsenal, Barcelona. Em Londres, se tornou uma lenda: é o maior artilheiro da história do Arsenal, com 226 gols em 369 partidas. Entre 1999 e 2007, conquistou sete títulos pela equipe.

Já com a camisa do Barcelona, Henry foi campeão da Liga dos Campeões e do Mundial de Clubes da Fifa em 2009, faturou duas vezes o Campeonato Espanhol e levou uma Copa do Rei, com 49 gols marcados. Ele ainda marcou 52 gols em três temporadas pelo Red Bulls de Nova York antes de encerrar a carreira. Grandes jogadores e ex-companheiros de Henry, como Ronaldinho Gaúcho, Carles Puyol, Daniel Alves e Cesc Fàbregas, usaram as redes sociais para parabenizar o francês por sua carreira.

Boa sorte meu amigo Thierry Henry. O futebol sentirá sua falta. Parabens por tudo o que você conquistou e sucesso nessa nova fase. Abraço . . Good luck my friend Thierry Henry. Soccer will miss you. Congratulations for all you have done at the pitch and success in this new phase. . . Buena suerte a mi amigo Thierry Henry. El fútbol sentirá su ausencia. Felicitaciones por todo lo que ganó y mucho éxito en esta nueva etapa. abrazo. . .

Uma foto publicada por Ronaldo de Assis Moreira (@ronaldinhooficial) em Dez 12, 2014 at 10:46 PST

Merci mon ami pour ton football.

Una foto publicada por @carles5puyol el Dic 12, 2014 at 1:27 PST

Hoy deja el fútbol uno de los más grande que ese deportes nos dio y que tuve el honor de tenerlo como compi y de disfrutar a su lado de cosas inolvidables! Gracia chicletinhooooo por todo y todo de mejor en lo que te propongas de ahora hace adelante. #ídolo #fenomeno#chicletinho #TiTiHenryforever

Una foto publicada por DanialvesD2 My Twitter (@danid2ois) el Dic 12, 2014 at 1:52 PST

Sad to see the end to the career of one of the best players i have ever played with. Goodluck for the future my friend. #Thierry #Henry #Legend ⚽️

Une photo publiée par Cesc Fàbregas (@cescf4bregas) le Déc. 12, 2014 at 3:15 PST

(Com Estadão Conteúdo)