Clique e assine com 88% de desconto

Carlos Alberto acusa Levir Culpi: “Mandou bater em mim”

Chamado de mau caréter, treinador do Fluminense negou as acusações e ironizou o meia do Figueirense

Por da redação - 4 set 2016, 10h41

Um bate-boca marcou a vitória do Fluminense sobre o Figueirense, por 3 a 2, na noite deste sábado. O meia Carlos Alberto, revelado pela equipe carioca e autor de um dos gols do Figueirense, acusou o técnico adversário, Levir Culpi, de ter mandado o lateral Wellington Silva agredi-lo.

“A guerra é só no jogo. O Levir mandou o Wellington me dar porrada. Quero ver ele assumir em público. O jogador não vai admitir, mas quero ver ele”, disparou o atleta de 31 anos, ao canal Premiere. “Ele mandar o cara bater é coisa de mau caráter”, completou.

Carlos Alberto também relembrou sua história no Fluminense. “Sou ídolo desse clube, fui criado aqui. Guerra é dentro de campo.”

Resposta –  Na coletiva, Levir Culpi rebateu Carlos Alberto. “A mentira é uma das piores coisas do ser humano”. Segundo o técnico, no lance que originou a discussão, ele pediu ao seu lateral, Wellington Silva, devolver a bola ao Figueirense. “Quase me desentendi com o Wellington, porque falei para ele devolver a bola que o Carlos Alberto estava pedindo”, enfatizou.

Publicidade

Para finalizar a questão, o técnico do Flu ironizou o meia do Figueira. “Se o Carlos Alberto viu outra coisa, acho que o Freud seria o cara indicado para ele.” O Fluminense alcançou os 34 pontos no Brasileirão e é o oitavo colocado. Com dez pontos a menos, o Figueirense é o 19º.

(com Gazeta Press)

Publicidade